Portal NN1
Saúde em Foco
Principais conteúdos de saúde e bem-estar
Infecção Urinária. Problema atinge 4 em cada 5 mulheres! Divulgação

Infecção Urinária. Problema atinge 4 em cada 5 mulheres!

Infecção urinária é a infecção bacteriana mais comum no ser humano, principalmente entre as mulheres dos 20 aos 40 anos e as grávidas. Já os homens sofrem mais na primeira infância e depois dos 55 anos, sobretudo por distúrbios na próstata.

A infecção urinária atinge 80% das mulheres. De acordo com especialistas, as mulheres são mais suscetíveis à doença, por alguns fatores, dentre eles, a própria anatomia do corpo feminino, que possui a uretra mais curta e proximidade entre a vagina e o ânus. É exatamente nesses locais que se concentram a maioria dos micro-organismos e bactérias que se proliferam e contaminam o trato urinário.

Os principais sintomas de infecção urinária são: Dor e outros desconfortos como ardência ao urinar, dificuldade ou sensação de urgência urinária, urina turva e com forte cheiro, sangramento e febre, em alguns casos, são os sintomas da infecção.

Destacamos algumas dicas simples que podem ajudar a prevenir e evitar a infecção urinária:

Realizar a higiene adequada, fazê-la sempre no sentido da frente para trás, especialmente antes e após a relação sexual; Urinar depois do sexo; Ingerir bastante água evitando líquidos alcoólicos durante todo o dia; Evitar segurar a urina;  Evitar relações sexuais desprotegidas; Tomar banho com água corrente, com temperatura não elevada e pouco sabonete; Evitar as roupas muito justas e as de fibras sintéticas; Evitar o uso de biquíni molhado por longos períodos; Trocar frequentemente os tampões e os absorventes no período menstrual. Evitar o uso de “Desodorantes vaginais” ou o uso exacerbado de sabonetes íntimos que se usados em excesso podem levar ao desequilíbrio da flora vaginal aumentando ou diminuindo o seu “Ph”.

A infecção do trato urinário pode ser classificada de diferentes maneiras. Quando ela afeta a uretra, é chamada de uretrite, a bexiga, cistite e os rins, pielonefrite. As mais comuns são as que comprometem a parte inferior do trato urinário, ou seja, a uretra e a bexiga.

O diagnóstico de infecção urinária pode ser feito através de vários exames:  Exame de urina. Fica pronto em um curto período de tempo e analisa a presença de bactérias, o número de leucócitos (células de defesa do organismo) e outros sinais que identifiquem uma possível infecção. É o exame mais adotado para realizar o diagnóstico da patologia;

Urocultura ou cultura da urina. As bactérias presentes na urina do paciente são cultivadas em laboratório, por aproximadamente três dias. O exame ajuda a identificar qual a bactéria causadora da infecção e o medicamento correto para tratá-la. O resultado demora de três a cinco dias para ficar pronto;

Ecografia/Ultrassonografia, tomografia e radiografia com contraste das vias urinárias (exames de imagem) para detectar quais partes do sistema urinário apresentam a infecção e se há alguma complicação.

O tratamento é iniciado logo após o diagnóstico, quando o médico possui todas as informações necessárias sobre o tipo de infecção. Normalmente, o uso de antibióticos receitados de acordo com os resultados, é o suficiente para a recuperação do paciente. Mas tomar os devidos cuidados com a higiene pessoal é essencial para prevenir a infecção e outras doenças e evitar que ela apareça novamente.   

Lembre-se: Automedicação não! Sentindo qualquer sintoma, procure orientação médica!

 

Compartilhe essa notícia
  • whatsapp
Saúde em Foco

André Pepes

Formado em administração pela UNEAL, radialista desde 2013. Há cinco anos comanda o programa Saúde em Foco, hoje na Novo Nordeste, 91,5 FM, de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h. [ Mais... ]

Últimos Posts