Portal NN1

Últimas

Bolsonaro é vetado de debate após avaliação clínica; Ciro diz que vai processar médicos Candidato foi vetado do debate da TV Globo por médicos (Reprodução)

Bolsonaro é vetado de debate após avaliação clínica; Ciro diz que vai processar médicos

Os médicos Antônio Macedo e Leandro Echenique, responsáveis pelo acompanhamento do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), vetaram a participação do candidato no debate que será realizado pela TV Globo na quinta-feira (04/10).

"A recuperação dele está indo muito bem. Ele é muito obediente na fisioterapia, nos cuidados médicos (...) Mas depois de nossa avaliação clínica nós contraindicamos a participação em debates ou qualquer atividade que pudesse cansá-lo ou obrigá-lo a falar por mais de dez minutos", disse Macedo na saída da casa de Bolsonaro no Rio nesta quarta-feira (03/10).

Segundo o médico, ele ainda não tem condições de se envolver em atividades que exijam esforço físico como o debate, que poderia prejudicar o processo de recuperação.
Bolsonaro tem dito que gostaria de participar do debate, mas que não contrariaria recomendações médicas.

"Mais sete a dez dias e ele vai estar completamente recuperado. Ele ainda fica um pouco cansado quando se esforça muito. Ele ainda não está pronto para ficar uma ou duas horas discutindo", completou Macedo. "Ele não irá porque é extremamente obediente", finalizou.

Os adversários de Bolsonaro criticaram a decisão dos médicos de não liberarem o candidato. Ciro Gomes, PDT, insinuou que os profissionais estariam vendendo uma sentença médica falsa. "O camarada passa esse tempo todo doente, viaja em voo de carreira. Se ele tiver recomendação médica, vou processar o médico que estiver dando atestado médico falso pra ele, porque ele está absolutamente pronto para o debate", declarou.

 

Da redação com Estadão e Folha de São Paulo

Compartilhe essa notícia
  • whatsapp

Últimas