Portal NN1

Últimas

"Aprendi a atirar com 8 anos", afirma Josan Leite (PSL) em sabatina na NN Candidato Josan Leite em sabatina na Novo Nordeste. Foto: Taísa Bibi

"Aprendi a atirar com 8 anos", afirma Josan Leite (PSL) em sabatina na NN

Em entrevista à rádio Novo Nordeste na manhã deste sábado (22/09), o candidato ao governo de Alagoas pelo PSL, Josan Leite Pereira Barros falou de sua carreira política e de suas propostas. O candidato faz parte do mesmo partido de Jair Bolsonaro.

Josan Leite Pereira Barros tem 48 anos e é engenheiro com especialização em Administração de Empresas. Foi líder estudantil, líder do movimento jovem empreendedor e de combate à corrupção. Ele foi diretor do Clube de Engenharia, conselheiro do CREA e perito de engenharia. Em 2016, concorreu a uma vaga na Câmara de Vereadores de Maceió.

Armas

Josan Leite Pereira Barros falou sobre seu posicionamento em relação ao armamento das policias e da população em geral. 

Para Josan Leite é necessário gerar uma retaguarda para a polícia que deve estar equipada com armamento e um bom serviço de inteligência, disse ainda que as famílias de policiais merecem mais atenção. “As famílias dos bandidos recebem prêmios e a dos policias não”, afirmou o candidato se referindo a falta de assistência aos familiares de policiais que morrem em combate e na contrapartida, os familiares de presos recebem auxílio do governo.

Josan Leite acredita que a população armada lhe coloca “em pé de igualdade com os bandidos”, e justificou a sua colocação dando o exemplo de quando aprendeu a atirar. “Aprendi a atirar com 8 anos, meu pai viajava e treinou minha mãe e eu para defender a casa. Todas as casas da rua foram assaltadas, menos a minha e a da minha vizinha, porque todo mundo sabia que a gente tinha arma”.

O candidato também acredita que as mulheres precisam se prepararem. “As mulheres devem estar preparadas para a defesa pessoal. Se na hora de um ato de estupro, por exemplo, ela saca uma arma, pode salvar sua vida e sua honra”.

Bolsonaro

Josan Leite afirmou que “a mídia criou imagens não reais do candidato Jair Bolsonaro. Ele tem uma forma natural de falar e isso às vezes é mal interpretado”. Disse ainda que não o conhece, mas que as pessoas que convivem com o candidato, disseram que “ele é o inverso do que diz a mídia, ele é afável, educado, de fácil acesso e que escuta as pessoas”.

Impostos

Josan Leite disse que irá baixar os impostos. “Quando se baixa impostos as pessoas tem uma visão diferente do estado e passam a assumir o seu território e a lutar pelo seu lugar. Se você tem mais dinheiro é mais solidário, mais feliz. Quanto menos imposto se paga, mas as pessoas são filantrópicas e isso é visto em outros países”.

O candidato completou “Vamos reduzir o imposto do combustível, mas não será no primeiro dia do ano. Tudo será planejado”.

Atual gestão de Alagoas

Josan Leite Pereira Barros afirmou que as finanças de Alagoas vão mal. Para o candidato, o guia eleitoral da atual gestão do governador Renan Filho não condiz com a realidade. “As finanças de Alagoas vão mal, temos a maior taxa de desemprego per capita do país. Não podemos dizer que Alagoas vive um momento bom, no guia eleitoral pode ser, mas na realidade não”.

E completou: “Não podemos ter uma Alagoas de uma família só, política não é profissão, é prestação de serviços. A economia alagoana estagnou, sem contar os setores produtivos que foram destruídos. Se Alagoas continuar nessa mão vai quebrar”.

Saúde

Para Josan Leite, a tecnologia irá resolver o problema de saúde e vai acabar com os favores políticos. “Precisamos levar a tecnologia para a população, não podemos admitir que a tecnologia esteja afastada da população. No meu mandato, o governo vai estar na mão do cidadão, vamos colocar todos os serviços para a população no celular”.

“Se passa 3 dias para marcar uma consulta médica, quando a pessoa não consegue, precisa pedir favor e tem políticos que se sujeitam, isso é vergonhoso. O celular vai acabar com os favores”, completou o candidato.

Segurança

Caso eleito, o candidatado colocará a tecnologia também a favor da segurança. Para ele, o uso de drones na segurança é mais eficaz e mais barato do que os helicópteros.

Turismo

Para Josan Leite:“Alagoas tem um potencial turístico inexplorado. Maceió tem o potencial de turismo náutico bilionário, temos os cânions, lagoas, cachoeiras, tudo pode ser aproveitado”.

De acordo com o candidato, esse potencial turístico pode ser explorado com treinamento de pessoal, até as usinas podem ser turísticas. “Vamos transformar as usinas em pontos turísticos”.

Mobilidade urbana

Josan Leite disse que “o Brasil saiu dos trilhos, abandonaram o transporte mais barato e seguro do mundo”, e que Maceió “tem solo de primeira categoria. A maior parte da população está na parte alta, então é possível fazer túnel, porque o solo é compatível”.

Disse ainda que “Sonho é esperança e não se critica quem sonha”.

 

Da redação

Compartilhe essa notícia
  • whatsapp

Últimas