Portal NN1

Últimas

Retroescavadeira provocou acidente com estudantes de Junqueiro e Teotônio em 2017, diz Ministério Público Reprodução internet

Retroescavadeira provocou acidente com estudantes de Junqueiro e Teotônio em 2017, diz Ministério Público

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL), por meio da Promotoria de Justiça de São Sebastião, concluiu a investigação do acidente envolvendo 2 ônibus com estudantes universitários na noite de 30 de março de 2017 na AL-110, perímetro de acesso ao município do Agreste. No acidente, 7 pessoas morreram e mais 45 ficaram feridas.

Para a promotora de Justiça Viviane Karla, o condutor da retroescavadeira que estava estacionada no acostamento da rodovia foi o causador do acidente e, por isso, deve responder por homicídio culposo. O operador da máquina não teve o nome revelado.

“Há os indícios de que existia uma máquina retroescavadeira no momento do acidente e que era de responsabilidade da empresa Tecmaster. Além de na hora da tragédia está sem a sinalização adequada, motivando o acidente. Pois forçou o motorista do ônibus com estudantes de Teotônio Vilela a desviar para a contramão vindo a colidir com o ônibus de Junqueiro”, reforçou a promotora.

A representante do MPE revelou, ainda, que já remeteu cópias do PIC e do inquérito policial às promotorias de Junqueiro e Teotônio Vilela, "para que se tome as providências cabíveis no que tange à responsabilidade civil".

 

O acidente

Na noite de 30 de março de 2017, 2 ônibus com estudantes universitários residentes nas cidades de Junqueiro e Teotônio Vilela colidiram, frontalmente, num perímetro pertencente ao município de São Sebastião. O ônibus de Junqueiro se dirigia para a cidade de Arapiraca, enquanto o de Teotônio Vilela retornava da mesma cidade.

A tragédia vitimou, fatalmente, 7 pessoas e deixou mais 45 feridas. Os estudantes  retornavam da capital do Agreste para onde viajavam todos os dias com destino às suas faculdades.

 

Da redação

Compartilhe essa notícia
  • whatsapp

Últimas