Portal NN1

Últimas

'A militância do PT queria que eu fosse ao senado, mas recebi uma rasteira de Renan', afirma Pinto de Luna candidato Pinto de Luna em entrevista a NN. Foto: Taísa Bibi

'A militância do PT queria que eu fosse ao senado, mas recebi uma rasteira de Renan', afirma Pinto de Luna

Em entrevista para a rádio Novo Nordeste na manhã deste sábado (22/09), o candidato ao governo pelo PROS, José Pinto de Luna, disse que em 2010 estava pronto para o senado, mas recebeu uma rasteira, na época, de Renan Calheiros.

Segundo o candidato Pinto de Luna, ele havia feito uma pré-campanha de um ano e tinha o apoio da militância do Partido dos Trabalhadores (PT) . “Andamos durante um ano, ganhamos as prévias. A militância queria que eu fosse ao senado, mas recebi uma rasteira de Renan Calheiros.

Na época, o candidato chegou a dizer que “Ou serei candidato ao senado, ou não serei a nada”. Quando argumentado sobre o assunto, ele falou que: “Me foi imposto, me foi retirada a minha candidatura ao senado, eu tinha um acordo com partido, a cúpula do PT em negociações com Renan me tirou do processo.”

“Eu fui fiel ao PT e a minha candidatura, ganhamos as prévias... fui aclamado pela juventude que me queria no senado, e pediram para que não fosse jogado o trabalho fora, e por isso fui candidato a deputado federal”, completou Pinto de Luna.

A candidatura Pinto de Luna foi substituída na última segunda-feira (17/09) após desistência de Fernando Collor (PTC) para disputar o pleito.

 

Da redação

Compartilhe essa notícia
  • whatsapp

Últimas