Portal NN1

Últimas

Túlio Maravilha é condenado por fraude na campanha de 2010 crédito:reprodução internet

Túlio Maravilha é condenado por fraude na campanha de 2010

O ex-atacante Túlio Maravilha foi condenado nesta sexta-feira (28/09) há 2 anos e 9 meses de prisão por omitir doações de campanha para a eleição de 2010.

O juiz Antônio Cézar Meneses, 133ª Zona Eleitoral, declarou o antigo atacante do Botafogo e o seu assessor parlamentar, Maikell Rosa dos Reis, culpados por forjarem recibos usados durante o período pré-eleitoral. O campeão brasileiro de 1995 brigava na época por uma vaga de deputado estadual.

O cumprimento das penas foi modificado pelo próprio juiz na decisão final publicada pelo Ministério Público de Goiás. Túlio permanecerá o período sob a obrigação de prestar serviços à comunidade, além de passar 5 horas aos sábados e domingos em estabelecimento do sistema prisional. Maikell tem as mesmas obrigações, mas por um período menor – 2 anos e 3 meses.

Para condenar Túlio, o MP-GO se baseou em laudos periciais de documentoscopia que comprovaram as alterações dos recibos para alterar a origem do dinheiro utilizado na campanha. A entidade julgou que o tesoureiro agiu de maneira voluntária sob a anuência do candidato.

O advogado Guilherme Vilela Pato que representa o ex-atacante, emitiu uma nota oficial para se manifestar sobre o veredito divulgado nesta sexta. "A defesa de Túlio, embora ainda não tenha sido oficialmente intimada sobre a decisão, recebeu com irresignação a notícia da condenação pela imprensa. A denúncia apresentada pelo Ministério Público Eleitoral não encontra qualquer sustentação no processo", declarou o advogado.

 

 

Da redação com UOL

Compartilhe essa notícia
  • whatsapp

Últimas