Portal NN1

Últimas

VÍDEO - Polícia proíbe eleitores de votarem por uso de camisa com inscrição de Lula Crédito: reprodução internet

VÍDEO - Polícia proíbe eleitores de votarem por uso de camisa com inscrição de Lula

O Ministério Público Eleitoral de Alagoas apura um caso de abuso de autoridade por parte de autoridades militares que teriam impedido um homem e uma mulher de votarem porque estavam com uma camisa do candidato Fernando Haddad (PT). Os vídeos divulgados nas redes sociais teriam se passado em Maceió no início da tarde deste domingo (07/10).

O portal NN1 ainda apura qual o local de votação onde teriam se passado as gravações. Em um dos vídeos, é possível ver o policial proibindo a mulher de entrar no local de votação porque ela estaria usando uma camisa com a inscrição “Lula é Haddad”. No outro vídeo que parece ser gravado na mesma escola, dois policiais abordam um homem com uma camisa com a mesma inscrição. A polícia parece agir a partir da denúncia do homem que grava os vídeos, o qual não se identifica.

O Ministério Público Eleitoral afirmou que está investigando a procedência e o local onde os vídeos foram gravados. Segundo acórdão relativo à impugnação da candidatura do ex-presidente Lula que aconteceu em agosto, o seu substituto, Fernando Haddad, pode usar a imagem e o nome do ex-presidente como apoiador da campanha, sem no entanto vincular o número 13 ao nome de Lula. As inscrições “Haddad é Lula” e “Lula é Haddad” também são aceitas pelo TSE.

Na última sexta-feira (05/10), o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) emitiu ordem a todos os juízes eleitorais alagoanos autorizando o uso de camisas com a marca e imagem dos candidatos durante a votação, contanto que a manifestação de voto seja individual e silenciosa.

 

Veja os vídeos:

Da redação

Compartilhe essa notícia
  • whatsapp

Últimas