terça-feira, 21 setembro, 2021
InícioAlagoasA obesidade é um fator de risco na gravidez tanto para a...

A obesidade é um fator de risco na gravidez tanto para a mãe quanto para o bebê – Saúde em Foco

Dr. Joney Fábio destaca que entre os riscos estão o diabetes gestacional, alteração na pressão arterial, pré-eclâmpsia, além de problemas sérios no parto, com risco para a mãe e para o bebê

Nesta quarta-feira (14/07), o Programa Saúde em Foco, transmitido pela a 91 FM, teve como tema obesidade gestacional e gravidez pós-cirurgia bariátrica. Para falar sobre o assunto, André Pepes entrevistou o Dr. Joney Fábio de Melo Aragão, ginecologista e obstetra da Clínica Fetus.

De acordo com o Dr. Joney Fábio, a obesidade é um fator de risco na gravidez tanto para a mãe quanto para o bebê. “Entre os riscos estão o diabetes gestacional, alteração na pressão arterial, pré-eclâmpsia, além de problemas sérios no parto, com risco para a mãe e para o bebê”, destaca.

O médico aconselha que quando uma mulher já tem obesidade e pretende engravidar, seria mais indicado tratar a obesidade antes de engravidar. “Inclusive porque a gravidez dificulta a ovulação e também existem casos de infertilidade associada à obesidade”, aponta.

Dr. Joney explica que existe uma tabela que indica se o paciente está no peso correto, sobrepeso, obesidade grau 1, obesidade grau 2 e obesidade grau 3. “No grau 3 de obesidade, dependendo das condições, é provável que o paciente receba a orientação de realizar uma cirurgia bariátrica. No entanto, mesmo que seja difícil, é possível que, com o tratamento adequado, o paciente consiga perder peso sem que precise passar por cirurgia”, ressalta.

Segundo o médico, quando se fala em planejamento para engravidar, é preciso observar todos os aspectos. “Se a paciente estiver no nível 3 de obesidade, o ideal seria fazer a cirurgia bariátrica antes e esperar o tempo necessário para engravidar. Porém, se você engravidou obesa, não se desespere, com acompanhamento médico, você pode sim ter uma gravidez com certa tranquilidade e seu filho nascer saudável”, destaca o Dr. Joney Fábio.

O médico alerta que a obesidade é um problema de saúde pública mundial e é uma doença, portanto, precisa ser tratada como doença, não é apenas uma questão de estética. “A obesidade pode desencadear problemas sérios como hipertensão, doença cardíaca, diabetes tipo 2, osteodistrofia, infecção hepática gorda, pedras na vesícula biliar, além de problemas respiratórios, infertilidade e outros”, destaca.

Dr. Joney Fábio de Melo Aragão é ginecologista e obstetra da Clínica Fetus, que funciona na Avenida Deputada Ceci Cunha, nº 64, no bairro Brasília, em Arapiraca. Contato: (82) 3530-1205.

Para acompanhar o Saúde em Foco ao vivo, acompanhe a 91 FM, de segunda a sexta, às 13h. Para ouvir o programa acesse o perfil no Spotify clicando aqui. Acompanhe o programa também nas redes sociais.

Veja a entrevista:

Reprodução: NN Play

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS