20.3 C
Arapiraca
Terça-feira, 23 Julho, 2024

Após determinação da Justiça, policiais penais encerram greve em Alagoas

O Sindicato dos Policiais Penais de Alagoas (Sinaspen/AL) comunicou que a greve promovida pelos trabalhadores da categoria foi encerrada na manhã deste sábado (03/12), após o Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL) declarar ilegalidade e proibir a redução das atividades ou paralisações feitas por policiais penais em todo o estado. 

O presidente do Sinaspen/AL, Vítor Leite, disse que recebeu a notificação judicial, que foi prontamente acatada pelos profissionais que aderiram à greve.

“Recebemos a decisão da Justiça, assinamos e acatamos. Respeitamos as instituições, bem como os órgãos do Estado. Porém, vamos recorrer ao processo e buscar outras alternativas. O serviço de visitas e outros que haviam sido paralisados, já voltaram e estão normalizados”, explicou.

Ainda segundo Vítor Leite, o sindicato estará presente na audiência de conciliação, marcada para o próximo dia 7 de dezembro, e pretende ouvir o que o Estado e o Tribunal têm para passar aos profissionais da categoria.

A decisão de entrar em greve foi tomada pelos policiais penais em uma tentativa de cobrar do Estado de Alagoas o cumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado com a Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) e o Ministério Público de Alagoas (MPAL), que previa melhorias na gestão do Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano.

Segundo o sindicato, eles também reivindicavam melhorias nas condições de trabalho e valorização profissional.

Com informações do TNH1