24 C
Arapiraca
Quinta-feira, 18 Julho, 2024

‘Avatar 2’ vai superar o primeiro filme? Saiba o que esperar dessa superprodução

A sequência de “Avatar”, filme que possui a maior bilheteria do cinema mundial, chega às telonas no próximo dia 15 de dezembro. O aguardado longa vai estrear cerca de 13 anos depois do primeiro filme, que foi lançado em 2009 e conquistou três estatuetas no Oscar. Assim como seu antecessor, “Avatar: O Caminho da Água” promete impressionar pelos recursos inovadores e tecnológicos de filmagem e efeitos especiais. A produção custou cerca de US$ 250 milhões, um valor superior ao que foi gasto no primeiro filme.

No entanto, será uma tarefa árdua bater o recorde de bilheteria da produção anterior. O diretor do longa, James Cameron, deixou claro que esse não é seu objetivo e que está preparado para as comparações. “Não me preocupo com isso. Não acho que nada que alguém faça artisticamente na vida deva ser determinado por trolls e pelos pessimistas. Você apenas deve fazer o que acha que faz sentido”, comentou o cineasta em uma entrevista à Variety. “Se eu gosto do meu filme, sei que outras pessoas também vão gostar. É muito simplista, realmente, em última análise.” O novo filme de Cameron conta com boa parte do elenco original e um dos grandes desafios foi gravar as cenas que acontecem debaixo d’água.

Do que se trata?

O enredo de “Avatar: O Caminho da Água” se passa mais de uma década após os acontecimentos do primeiro filme. O que foi divulgado até o momento é que Jake Sully e Neytiri tiveram filhos e formaram uma família e agora lutam para se manterem juntos. Tudo muda quando eles começam a explorar as regiões de Pandora e uma antiga ameaça ressurge. Com a família em risco, eles deverão deixar o local onde moram e travar uma batalha contra os humanos para sobreviverem. “Eles agora são refugiados indo para um novo lugar onde precisam aprender coisas novas. É uma espécie de reverso do primeiro filme, [onde] Jake teve que ser ensinado por Neytiri como ser um Na’vi. Agora, [para] Neytiri, o sapato está no outro pé; ela está tendo que aprender a ser uma das pessoas que vivem no mar e ela não gosta muito disso”, adiantou o diretor do longa à Variety.

Elenco original

O filme contará com novos personagens, mas figuras centrais do primeiro longa foram mantidas. A atriz Zoë Saldaña, conhecida por interpretar Gamora nos filmes da Marvel “Guardiões da Galáxia” e “Vingadores”, volta a viver Neytiri, a princesa do clã Omaticaya. O ator Sam Worthington também retorna ao papel de Jake Sully, um ex-fuzileiro naval cadeirante que conhece Neytiri ao participar do programa Avatar e, assim, entra para o clã Na’vi. Sigourney Weaver é outra artista que retorna a esse universo, mas de uma forma diferente.

Em “Avatar”, ela interpretou a Dra. Grace Augustine e, agora, ela vai aparecer como a Avatar Kiri. O vilão Coronel Miles Quaritch será novamente feito pelo ator Stephen Lang. A missão do personagem é retirar os Na’vi do local onde vivem e não poupará esforços para isso. Também estarão no filme Cliff Curtis (Tonowari), Joel David Moore (Norm Spellman), CCH Pounder (Mo’at), Edie Falco (General Ardmore), Giovanni Ribisi (Parker Selfriedge) e Kate Winslet (Ronal).

Cenas embaixo d’água

Um dos grandes desafios dessa superprodução foi gravar as cenas que acontecem debaixo d’água. Segundo o site CBR, Cameron projetou uma nova tecnologia para capturar movimentos subaquáticos e isso deve revolucionar a forma como esse tipo de cena será gravada em produções futuras. A equipe do longa construiu um tanque com capacidade para 3,4 milhões de litros de água para usar nas gravações. Cameron falou à Variety que é apaixonado pelo oceano e se inspirou em animais reais para criar algumas criaturas do universo de “Avatar”. “Eu poderia ter feito um filme inteiro, um filme de 3 horas, que fosse apenas sobre o recife, mas tive que recuar e dizer: ‘Tudo bem, temos uma história para contar, uma história sobre pessoas, família, conflito e conservação, obviamente’.” Algumas cenas chegaram a ser gravadas de fato no oceano e, para isso, alguns modelos robóticos semelhantes às criaturas que aparecem no filme foram criados para fazerem os takes. Outro detalhe é que todos os atores tiveram um treinamento especial de mergulho para conseguirem gravar na água sem muitos equipamentos, pois eles estariam interferindo nos efeitos visuais. 

Primeiras impressões

O longa já foi apresentado em Londres e as primeiras impressões da crítica internacional foram muito positivas. Os principais pontos destacados foram a imaginação de Cameron por criar um universo totalmente novo e os modernos efeitos visuais do filme. “Maior, melhor e mais emocionante do que ‘Avatar’, o filme é visualmente de tirar o fôlego, visceral e incrivelmente cativante. A história, o espetáculo, a espiritualidade, a beleza – isso é filmagem e narrativa no seu melhor absoluto”, divulgou o site Fandango. “James Cameron mais uma vez mostra aos cineastas como se faz. Eu já disse isso mil vezes. Nunca duvide dele. ‘Avatar: O Caminho da Água’ é como você fazer um blockbuster épico. Emocional, visceral e tão grande quanto os filmes podem ser”, declarou o apresentado do podcast “Happy Sad Confused”, Josh Horowitz. “Esses efeitos visuais são alucinantes”, publicou o site Collider.

Fonte: Jovem Pan