sexta-feira, 14 maio, 2021
InícioBrasilCapitais brasileiras recebem vacina da Pfizer nesta segunda-feira (03/05)

Capitais brasileiras recebem vacina da Pfizer nesta segunda-feira (03/05)

Por questões de logísticas, e condições do próprio fabricante, que exige um armazenamento entre -25°C e -15°C, o primeiro lote será enviado somente para as capitais

Nesta segunda-feira (03/05) as capitais dos estados brasileiros recebem as vacinas da Pfizer. A primeira remessa do imunizante chegou ao país na última quinta-feira (29/04) com um carregamento de um milhão de doses. Por questões de logísticas e condições do próprio fabricante, que exige um armazenamento entre -25°C e -15°C, o primeiro lote será enviado somente para as capitais. Veja o que você precisa saber sobre a vacina da Pfizer.

Na cidade de São Paulo, a vacina da Pfizer será aplicada no grupo de 60 a 62 anos, que começa a receber o imunizante no dia 06 de maio (06/05).

No dia 23 de fevereiro (23/02), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu o registro definitivo da vacina no Brasil, o que permite que o imunizante seja comercializado, distribuído e utilizado pela população, tendo sido avaliado a partir de dados robustos dos estudos de qualidade, eficácia e segurança.

Outras vacinas

No sábado (01/05), o país também recebeu uma remessa de 220 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19. O lote faz parte do Consórcio internacional Covax Facility, articulado pela Organização Mundial da Saúde para a compra e distribuição das vacinas.

Na última sexta-feira (30/04), o Instituto Butantan entregou 420 mil doses da Coronavac contra a Covid-19 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

O lote faz parte de uma articulação do governo paulista com o governo federal que previa a entrega de 46 milhões de doses até o dia 30 de abril (30/04). Porém, com o atraso nos insumos enviados pela China, a produção do imunizante teve que ser paralisada, e o estado precisou estender o prazo de entrega para cumprir o cronograma.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS