24/07/2019 às 09h32min - Atualizada em 24/07/2019 às 09h32min

O Rei Leão - Crítica

Na selva quem dorme é o leão

César de Aquino

NN1
Vamos começar essa crítica falando de emoção, de quanta emoção você pode guardar durante tantos anos, mas precisamente durante 25 anos.

É isso mesmo amigos, no ano de 1994 saiu a animação que foi o divisor de águas da Disney. Depois dessa animação a empresa se transformou e não foi só na bilheteria, foi na forma como se fazia filmes animados.

Bem e o filme novo? Cara esse filme novo nos remete diretamente ao seu original, a forma como usa computação nos enche os olhos de tão real que é, em alguns momentos você parece estar assistindo um canal pago de documentário animal!

As músicas continuam dando sentindo a tudo que acontece na tela. Com a repaginada elas ficaram bem mais cativantes. Os personagens continuam maravilhosos, destaque pra timão e pumba novamente, é isso aí eles continuam os personagens mais engraçados e são o alivio cômico do longa.

Existem alguns poucos pontos negativos, por ser um live action os personagens perdem um pouco de sua expressividade, aspecto este que a animação de 1994 ganha disparado. Mas, não se enganem, em nenhum momento o filme se torna chato ou parado.

Para quem gostou do original, vai achar a versão live action linda! As expectativas dos fans serão sanadas com esse longa.

Quem ama "O Rei Leão" com certeza vai se emocionar em algumas cenas, vai gosta do que o grande diretor Jon Favreau fez, ele que também dirigiu "Mogle, o livro da selva", e que com certeza tá com muita moral na Disney.
Assim rei leão é um dos melhores filmes do ano, dando ao espectador um show de efeitos visuais, diversão e emoção. 
 
Nota 8,0.

Relacionadas »
Comentários »