31/07/2019 às 08h54min - Atualizada em 31/07/2019 às 08h54min

Rateio do FUNDEB: por enquanto só conversa

Quando o dinheiro sai?

José Rocha

Reprodução Internet
Bastou o prefeito Rogério Teófilo reafirmar ser de acordo em efetuar o repasse de 60% dos recursos do FUNDEB aos professores do nosso município para que o assunto se tornasse um dos principais temas, pincipalmente entre os profissionais da educação.

Mas o fato é que até agora não há resposta para a principal pergunta sobre o tema: quando o dinheiro sai?

O prefeito apenas falou que está disposto a repassar o dinheiro aos professores, no que depender dele, mas o pior é que depende de muita gente, tanto é que um projeto do executivo ainda será analisado pela Procuradoria Geral do Município, depois enviado à Câmara Municipal, em seguida volta para o prefeito sanciona-lo e a partir daí é que pode se falar em fazer o pagamento, caso não apareça mais algum empecilho judicial.

O curioso é que não tem faltado pais, mães e padrinhos dessa causa, mas nenhum deles conseguem fazer nada de prático, fazem apenas aquilo que a maioria dos políticos sabe fazer: promessas, promessas e nada mais.

Sinceramente, não acredito ser uma atitude inteligente de quem se aproveita de certas situações pra tirar proveitos políticos, principalmente quando se tem do outro lado uma classe esclarecida. Entendo que seria muito mais nobre por parte de todos os políticos desta região, reconhecerem a própria incapacidade por não ter resolvido até agora um problema que se arrasta há anos.

Os professores merecem receber essa grana que está retida, cujo valor exato ninguém diz. Nem isso! O que se sabe até o momento é que o valor deveria ser muito maior, talvez três vezes mais, caso não fosse a gastança que houve logo assim que o dinheiro chegou em Arapiraca.

Falam que a Justiça é morosa e foi ela a responsável pelos empecilhos até agora, mas se não fosse essa mesma Justiça, a grana que um dia há de chegar ao bolso dos professores, com certeza já teria sido torrada ninguém saberia como.

Relacionadas »
Comentários »