09/09/2019 às 17h58min - Atualizada em 09/09/2019 às 17h58min

A urbanização nas cidades brasileiras

A Sustentabilidade é um eixo transversal de desenvolvimento para as cidades e a sociedade em geral

Ricardinho Santa Ritta

Reprodução Internet
As cidades, no mundo inteiro, se formaram em torno de especificidades, talvez a principal tenha sido a formação de pessoas em torno de uma lavoura. Nos primórdios era o tipo de economia de subsistência, o chamado “plantar para comer”, foi o trato com a terra que fez diferentes famílias viverem territorialmente próximos.

Com a produção alimentar excedente o comércio surgiu e para sua expansão necessitava-se de escoamento de produção. Os rios formavam os canais para esta exportação. Não é por acaso que as principais cidades do mundo surgiram em torno de rios ou em margens litorâneas. Por isso há, no surgimento das cidades, um viés ambiental de relação do homem com a terra e seu habitat.

Hoje findando a segunda década do século XXI, já temos 65% da população mundial concentrada nas cidades. No Brasil essa taxa é ainda maior, com 85% de população urbana. Com isto, temos concentração de gente em massa, aumento desenfreado de densidade populacional e por consequência diversos problemas sociais, econômicos e humanos. É preciso entender causas, motivos, consequências e imaginar soluções.

O Brasil é um dos países mais urbanizados do planeta Terra. Temos 17 cidades com mais de 1 milhão de habitantes. Maceió foi a cidade que mais recentemente extrapolou a marca do milhão, sendo hoje a 17º mais populosa do país. Praticamente 1/3 dos 210 milhões de brasileiros vivem nas 48 maiores cidades do Brasil. São 66,5 milhões de pessoas, 31,7% do total, que residem nos 48 municípios que possuem mais de 500 mil habitantes. Ao todo temos 5.570 cidades.

Os municípios que mais crescem, em termos populacionais, são exatamente os que possuem entre 100 mil e 1 milhão de habitantes. Com destaque em Alagoas para Arapiraca que já ultrapassou a barreira dos 230 mil. Das 276 cidades na faixa entre 100 mil e 500 mil habitantes, têm-se 54,2 milhões de pessoas, 25,8% do total.

Ao todo temos 120 milhões de brasileiros que moram nas 324 cidades acima de 100 mil habitantes. Isso quer dizer que 57,4% da população nacional está concentrada nos 5,8% das cidades brasileiras. Essas pessoas se juntam nas malhas urbanas em busca de oportunidades de emprego e por melhores ofertas de serviços, principalmente de saúde e educação.

Portanto é necessário pensarmos as soluções que busquem atender esta demanda de modo a tornar nossas cidades, cada vez mais, sustentáveis. Seja ambientalmente, economicamente ou socialmente falando.

A Sustentabilidade é um eixo transversal de desenvolvimento para as cidades e a sociedade em geral.

Este espaço será para dialogar sobre a pauta de Sustentabilidade e Cidades.

Relacionadas »
Comentários »