08/10/2019 às 14h12min - Atualizada em 08/10/2019 às 14h12min

Verdades sobre a Casal

José Rocha
Reprodução Internet
Servidores da Casal (companhia de Saneamento de Alagoas), estão vivendo um clima de incerteza e medo por conta de um projeto do governo Alagoano que pode privatizar a empresa e isso pode deixar centenas de pessoas desempregadas.

O governo de Alagoas tem discutido o saneamento do estado, inclusive foi anunciado uma proposta para privatizar a Casal, o que significava dizer que a companhia não seria mais responsável pelo saneamento. Esta fase já foi superada porque um projeto do BNDES não foi aprovado, mas, recentemente, o projeto foi reformulado e reapresentado para um corpo técnico da Casal. 

Esse projeto reformulado, dá conta de que todo o abastecimento de água seria feito pelo setor privado em locais pré-estabelecidos. O projeto de antes contemplava o estado todo, agora está dividido em uma região e concentrado em 14 cidades.

Atualmente a Casal é responsável pelo abastecimento de água em todo estado só que não consegue levar água para todo o Sertão ou cidades distantes. Esse projeto reformulado e apresentado no BNDES, diz que essa região vai passar o abastecimento para o setor privado e a Casal ficaria com a captação e o tratamento. Fala-se que existe uma equipe de governo das Secretarias de Infraestrutura e da Fazenda trabalhando no sentido de apressar esse projeto.

Quando se fala da Casal existem algumas verdades. A primeira delas: a empresa nunca cumpriu a sua obrigação de abastecer o estado 
todo com agua tratada como deveria; segunda verdade: ela foi e continua sendo um cabide de empregos e pelo inchaço em sua folha, sempre deu prejuízo, a ponto de se tornar uma empresa sucateada como é hoje; outra verdade: mais cedo ou mais tarde será privatizada, assim como aconteceu com a antiga Telasa e agora recentemente com a Ceal.
Relacionadas »
Comentários »