28/10/2019 às 15h52min - Atualizada em 28/10/2019 às 15h52min

A consciência ambiental na hora de abastecer o automóvel

​O sonho maior é conseguir uma frota de automóveis 100% elétricos movidos a energia solar

Ricardinho Santa Ritta

NN1
Recentemente fiz uso das redes sociais para perguntar sobre as manchas de óleo nas praias nordestinas. E 96% das centenas de pessoas que responderam à enquete acham “um absurdo” o fato em si, 4% acham normal. É de se concordar que a sociedade está criando sua consciência ambiental, cada vez mais.

Na segunda etapa da enquete a pergunta foi para quem possui automóvel. Se abastece com etanol ou gasolina. E mesmo com consciência ambiental ao todo 74% citaram optar por gasolina ao invés de etanol. Em muitos pontos de intersecção os que acham absurdo o fato do óleo na praia consumirem gasolina.

Quando explicamos que o óleo é a matéria prima da gasolina e do diesel, e que o etanol possui origem natural da cana-de-açúcar, abundante em Alagoas, despertamos uma novo pensar sobre mudanças de hábitos que apenas não se concretizaram ainda por questões econômicas. É bem mais rentável abastecer com gasolina. A economia financeira ainda é mais valiosa que a ambiental.

É preciso acreditar na mudança de mentalidade que vive nossa sociedade. A pauta do meio ambiente tende a ser crescente, tanto que pesquisas de opinião pública apontam o saneamento básico como principal problema das cidades alagoanas, à frente de saúde, segurança e emprego. É um caminho sem volta!

Aqui em Alagoas, em 1927, a Usina Serra Grande localizada em São José da Laje produzia etanol pela primeira vez. Era uma tentativa de tornar o Brasil independente e autônomo em relação à gasolina dos Estados Unidos. Hoje temos perdido a corrida pela competitividade pois o açúcar tem sido mais rentável aos produtores, que são as Usinas. Exportar açúcar em dólar com câmbio alto é mais atrativo. Há também experimentos exitosos com etanol de batata doce, produzido no nosso agreste.

A nova ordem da energia automotiva está chegando e tem em Alagoas um cenário positivo. Após os combustíveis fósseis como gasolina, veio a era dos renováveis com o etanol. Agora outra fonte renovável e abundante no Brasil tropical é o sol, além das hidroelétricas como Xingó. A era dos carros elétricos está chegando, e pra ficar! Nos EUA, Europa e Ásia já existem diversas companhias buscando a comercialização destes veículos. Inclusive o UberGreen é uma opção que utiliza frota de matriz elétrica. No Brasil já temos modelos híbridos que utilizam energia híbrida que gera eficiência no sistema e ​economiza o uso de combustíveis como gasolina. O rompante desta barreira deverá vir tão logo.

Alagoas possui um protótipo de carro elétrico. A Tuka Motors de União dos Palmares já tem seus primeiros exemplares e pretende se tornar além de uma indústria pioneira, ser referência local para automóveis 100% elétricos (e totalmente alagoanos).

O sonho maior é conseguir uma frota de automóveis 100% elétricos movidos a energia solar. Um desafio é a distribuição de pontos de recarga. Baterias que armazenem em maior capacidade e de forma rápida. Quem achar esta uma realidade distante, se acostume. Os elétricos andam rápido, e não fazem barulho!

Relacionadas »
Comentários »