05/11/2019 às 09h16min - Atualizada em 05/11/2019 às 09h16min

Um Enem diferente

A ausência do horário de verão surtiu um efeito positivo nos candidatos participantes

Thiago Abel Pantaleão

Lucas Velloso

Pra quem esperava mais uma vez se divertir com o “show dos atrasados” do Enem, se decepcionou ao ver crescer a empatia social em relação aos que tem problemas de locomoção e mobilidade nas diferentes regiões brasileiras. 

O primeiro final de semana de novembro registrou mais uma edição do exame nacional do ensino médio, prova que garante o principal acesso a universidade pública no país inteiro e até em instituições internacionais de ensino superior. 

O ministério da educação por meio do INEP aplicou uma prova com tranquilidade, organização e segurança que fez do ENEM a referência que se tornou hoje e isso mostra que existem possibilidades desse governo avançar em pautas positivas, desde que o trabalho seja feito de modo responsável e evitando as polêmicas que até hoje fizeram parte do repertório da equipe do presidente Bolsonaro. 

Algo chamou atenção nessa edição, a ausência do horário de verão (extinto no inicio do ano pelo presidente da república) surtiu um efeito positivo nos candidatos participantes que de modo geral se organizaram bem melhor em relação aos horários de prova e evitou o show de horrores dos atrasados. 

O divertimento mórbido de alguns em ver pessoas desesperadas para chegar em seus locais de prova, muitas vezes caindo, se machucando e até chorando, aos poucos vai dando lugar a uma empatia com os candidatos e criando uma rede de solidariedade que vai desde palavras de incentivo na porta das escolas, passando pelos pais ou responsáveis que fazem questão de dar aquele apoio até o último segundo antes do início do exame até pessoas que se prontificam a dar carona (inclusive pra estranhos) para ajudar a chegar no destino do participante. Nas redes sociais assuntos como “show dos atrasados” foram tratados em tom de crítica e repúdio por aqueles que entendem que a desgraça alheia não lhe faz bem. 

No próximo domingo acontece o segundo dia de prova e teremos mais uma vez a oportunidade de mostrar nosso lado humano, caridoso, afetuoso, amigo e positivo, não somente com nossas crias biológicas ou de afeto mas com qualquer um dos mais de 5 milhões de jovens, adultos ou idosos que tem no exame nacional do ensino médio o início de um grande sonho de vida a ser realizado. 


É importante parabenizar Lucas Velloso, o idealizador do projeto Abraçaê, distribui abraços grátis a candidatos e candidatas do Enem em São Paulo.

Relacionadas »
Comentários »