05/11/2019 às 17h50min - Atualizada em 05/11/2019 às 17h50min

#AL220 – O Eixo de Desenvolvimento em Alagoas

Ligar Maceió e Arapiraca fará com que ambas cidades sejam estimuladas pela competitividade e assim gera-se produtividade

Ricardinho Santa Ritta

Reprodução Internet
A principal rodovia estadual está em processo de duplicação. E 2020 será  ano que a AL 220 se consolida como principal eixo de desenvolvimento de Alagoas. A considerada “espinha dorsal da economia do estado”, “corredor do progresso” entre as duas principais cidades.

Ligar Maceió e Arapiraca fará com que ambas cidades sejam estimuladas pela competitividade e assim gera-se produtividade. É o que se espera das distribuidoras de Arapiraca que abastecem Maceió, ao mesmo tempo dos habitantes que vão à capital. Dos representantes comerciais que se deslocam ao sertão e da mesma forma os caminhões que sobem e descem levando e trazendo a produção agrícola que chega na mesa dos milhões de alagoanos residentes da região metropolitana de Maceió. Sabe-se que a região metropolitana do agreste possui forte veia produtora destes alimentos, que ainda consolidam a gastronomia alagoana no turismo.

Arapiraca já é sólida cidade polo em serviços de saúde e educação. Maceió foi pioneira. E com a duplicação da AL 220 podemos ter um desaguamento no fluxo de veículos que migrarão da BR 316 para a AL. Isso porquê será a rodovia estadual o caminho mais rápido para conectar o sertão à capital, tornando Arapiraca um forte ponto de passagem pela sua estratégica posição geográfica.

Costumo dizer que todos os dias que uma Arapiraca acorda em Maceió e sai de casa para o trabalho. São em mesmo número de habitantes da capital do agreste e trabalhadores formais na capital 250 mil pessoas se locomovem dentro de Maceió todos os dias.

Agora, por sua vez, praticamente uma Maceió inteira a passar por Arapiraca. São mais de 1 milhão de pessoas do sertão entre Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema que tomarão a AL 220 como caminho. Dos moradores do Baixo São Francisco que trocaram a capital Maceió por Arapiraca em polo de comércio e serviços, principalmente de saúde e educação. Durante os dias de semana a cidade de Arapiraca flutua sua população.

Com isto reuniram-se diversas pessoas com intuito de discutir quais serão as promissoras oportunidades que estarão surgindo nas duas cidades com esse novo fluxo no estado. E o ponto abordado com mais convicção foi o empreendedorismo, a adoção de tecnologia em novos negócios digitais e o transversal eixo da inovação.

Unir o Sururu Valley, já existente em Maceió, com o recém-criado Cuscuz Valley de Arapiraca. Iniciar o debate para fortalecer o empreendedorismo em Alagoas como principal alternativa econômica. Impulsionar GovTechs – startups que resolvem problemas de governo – para acelerar soluções do estado.​  Conectar pessoas de todos os lugares para gerar renda, promover negócios e fazer Alagoas fincar, de fato e de direito, os dois pés no Século XXI.

Relacionadas »
Comentários »