06/01/2020 às 15h02min - Atualizada em 06/01/2020 às 15h02min

Cancela 2020?

Estamos de fato desacreditados em nossos dias futuros?

Thiago Abel Pantaleão
Reprodução Internet

Chegamos em 2020 e o sentimento mais presente na mente de muitos brasileiros é que estamos num espiral de retrocesso cronológico, ou seja, a percepção que muitos têm é que o tempo tem andado para trás.

Desde muito tempo passamos a celebrar a virada de ano como um momento simbólico de esperança, transformação, passagem, compromisso com o futuro e correção dos erros do período passado, mas, o que temos visto na consciência coletiva é uma descrença profunda em mudanças a curto prazo, mesmo com o início de um novo ano.

No primeiro dia de 2020 o famoso Trending Topics BR, ranking que posiciona os assuntos mais comentados na rede social Twitter, no país mostrou a Hasthag #cancela2020 como tema mais comentado na rede e isso impressionou de modo surreal.

Como avaliar esse movimento? Estamos de fato desacreditados em nossos dias futuros? A realidade que se desenha para o novo ano é assim tão catastrófica? A iminência de guerra no oriente médio, as eleições municipais, o avanço dos extremismos, a polarização ideológica nas redes socias e fora dela, a permanência da crise econômica e do desemprego são lances que de fato nos impedem de confiar em um ano bom? Ou será que o que nos aflige é uma histeria coletiva? Não estamos reproduzindo um discurso que mostra nossa própria incapacidade diante da vida e assim assumimos que somos incapazes de mudar os rumos das nossas próprias vidas?

Arrisco que o ano de 2020 deverá ser de boas surpresas, de protagonismo, de mais efetividade de ações, e me apego aqui com o caso de Lanna Hellen (https://nn1.com.br/noticia/12709/video--mulher-transgenero-e-retirada-a-forca-de-banheiro-de-shopping-em-maceio) onde os desdobramentos chamam atenção ao mostrar toda revolta pela injustiça cometida e revelam o potencial que as pessoas possuem de combater em termos práticos e objetivos condutas discriminatórias que não cabem mais em tempos de convivências com as diversidades pelo engajamento nas redes sociais que levaram diversas autoridades a se pronunciarem em relação ao caso chegando ao ápice no grande ato realizado no dia seguinte no shopping.

Temos um livro em branco para registrar o ano que chega, o que você, amigo leitor, deixará nele?

Relacionadas »
Comentários »