24/04/2020 às 07h04min - Atualizada em 24/04/2020 às 07h04min

Homem-Aranha, o amigão da vizinhança

A volta do velho Cabeça de Teia

César de Aquino
Foto: Reprodução Internet
O personagem mais modificado em sua cronologia com o passar do tempo foi o Homem-Aranha. Pessoalmente, nunca entendi essa ideia de ficar voltando ao início do personagem para renova-lo sempre.
 
Podemos citar alguns personagens que evoluíram e continuam legais, o Superman e Batman são exemplos disso. Ambos agora têm família e não deixaram de ser personagens ricos em narrativa.
 
Nesse encadernado do Cabeça de Teia que saiu pela Panini com capa cartão copilado as 6 primeiras histórias com roteiros de Tom Taylor, temos um Aranha de volta as aventuras do bairro. Essa run é mais pé no chão e nos remete as primeiras fases do herói.
 
Taylor nos da uma emocionante visão de evolução sem perder o tradicional, que era o que a maioria dos roteiristas deveriam fazer.
 
É muito bom vê o aranha tomando porrada, lidando com assuntos normais, sem nenhum dólar no bolso, coisas que os fãs sentiram falta por muito tempo, mas agora temos novamente o personagem nas mãos desse hábil argumentista, Tom Taylor.
 
Esse encadernado saiu pela Panini em janeiro de 2019, vale muito a pena todos que são fans do Amigão da vizinhança irem atrás. Vocês com certeza vão se emocionar principalmente com a última história, quem lê Homem-Aranha há muito tempo vai entender o que estou falando.
Relacionadas »
Comentários »