17/06/2020 às 10h36min - Atualizada em 17/06/2020 às 10h34min

Lobo Solitário

Indicação de leitura

César de Aquino
Foto: Reprodução Internet
Os mangás são um tipo de quadrinho, mas no Japão eles são considerados uma arte.
 
As pessoas que fazem esse tipo de arte são chamadas de mangaká, e entre eles está o artista Kazuo Koike e o ilustrador Goseki Kojima. Criadores de um dos melhores mangás de samurai. Lobo solitário.
 
A sua sinopse é a seguinte: a história de Ogami Ittō, o carrasco do Shogun que usa uma espada de batalha dōtanuki. Desonrado por falsas acusações do clã Yagyū, ele é forçado a tomar o caminho do assassino. Junto com seu filho de três anos de idade, Daigorō, eles procuram vingança sobre o clã Yagyū.
 
É uma história de vingança, sabedoria, aprendizado, e as cenas de batalha são de tirar o fôlego, lembrando que as ilustrações dessa edição da Panini tem a arte do renomado Frank Miller. Posso dizer que esse mangá é uma referência à várias coisas que assistimos, lemos e até convivemos na cultura geek.
 
Existem outros mangás bem interessantes nesse sentido como: Vagabond, Blade a Lâmina do imortal, entre outros, mas em outras oportunidades vou falar mais sobre eles.
 
Particularmente eu gosto desse estilo de mangá, que mostre o Japão do período meiji, faz mais o meu estilo. Salve alguns títulos como Ajin, que também é um ótimo mangá.

Quem tiver a chance procure Lobo Solitário é uma leitura ótima, não vão se arrepender garanto.
Relacionadas »
Comentários »