quarta-feira, 21 abril, 2021
InícioSaúdeDistrito Federal suspende vacinação de idosos contra covid-19 por falta de doses

Distrito Federal suspende vacinação de idosos contra covid-19 por falta de doses

Apenas segunda dose está sendo aplicada nos postos

A aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 em idosos foi interrompida no Distrito Federal, por falta de imunizantes. A Secretaria de Saúde (SES-DF) já havia confirmado a suspensão da campanha para pessoas de 66 anos, porém, na prática, não há vacinas para imunizar idosos acima dessa faixa etária que não tenham tomado a primeira dose em fases anteriores.

Desde terça-feira (06/04), o serviço tem sido oferecido apenas para aplicação de segunda dose. A etapa inicial está disponível só para servidores de saúde da rede privada e da segurança pública, que já tinham agendado a imunização.

Na terça, mais 3.029 profissionais tomaram a primeira dose. Assim, o total de imunizados desde o início da campanha, que começou em 19 de janeiro (19/01), chegou a 313.763. Já os que receberam as duas etapas chegou a 87.214.

Há previsão de chegada de mais 10 mil vacinas, enviadas pelo Ministério da Saúde, ainda nesta semana. No entanto, segundo a SES-DF, o governo federal não informou para qual público o material deve ser destinado. Por isso, a possibilidade de ampliação da campanha só será analisada após a chegada do novo lote.

Estoque

De acordo com a Secretaria de Saúde, das 564.410 doses recebidas do Ministério da Saúde, 463.730 tinham sido distribuídas até terça. Ao todo, a capital recebeu:

  • 160 doses da vacina CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan em parceria com farmacêutica chinesa Sinovac;
  • 250 doses da vacina Covishield, produzida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca;
  • Ambas as vacinas são aplicadas em duas doses. No caso da CoronaVac, o prazo entre uma dose e outra varia de 14 a 28 dias. Já para a vacina AstraZeneca/Oxford, o intervalo é de até 90 dias.
spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS