segunda-feira, 20 setembro, 2021
InícioArapiracaHEA 18 anos: Atendimento humanizado ajuda na recuperação de pacientes com Covid-19

HEA 18 anos: Atendimento humanizado ajuda na recuperação de pacientes com Covid-19

De 10 de maio de 2020 até a primeira quinzena deste mês, foram mais de 1.600 altas médicas na ala Covid-19 do Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca

De 10 de maio de 2020 até a primeira quinzena deste mês, foram mais de 1.600 altas médicas na ala Covid-19 do Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca. Pessoas, vidas salvas, que retornaram ao carinho do lar, aos braços da família. Entre elas está o radialista Nelson Filho, conhecido pela voz marcante ao narrar os jogos do ASA, que o tornaram um ícone na comunicação arapiraquense. Sergipano de nascimento, chegou na capital do Agreste na década de 70, menino ainda, começando os primeiros gracejos com a narração esportiva. Bebeu da água e ficou na Terra de Manoel André.

Nelson esteve internado no Ala Covid-19 do HEA entre o dia 25 de abril a 1º de maio deste ano (25/04 à 01/05). Ao ser internado, foi direto para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), depois passou para a enfermaria, até receber alta médica. “Não digo que venci a Covid-19. Primeiro foi Deus e depois os profissionais do HEA que cuidaram de mim”, relata Nelson, o Explosão do Nordeste.

Ele relata que nos dias de internação no HEA, percebeu como todos os pacientes recebiam atendimento profissional e humanizado. “Não era só pra mim não. Até fiquei observando como era com outras pessoas e foi do mesmo jeito. Senti na pele e posso dizer que vale a pena os impostos que a gente paga pra receber um atendimento de tão alto nível”, salienta.

Nelson Filho lembra que acompanhou de perto “as reivindicações, promessas e edificação de um sonho antigo, que era a Unidade de Emergência para lidar com traumas”. É indispensável para a coletividade alagoana e até de outros estados que chegam em Arapiraca precisando de atendimento médico, tanto pra trauma quanto pra Covid-19. Parabéns a todos que fazem este digníssimo hospital, com profissionalismo e olhando sempre o lado humano”, enfatiza.

Processo de Internação

Em todo o processo de internação, enquanto os remédios fazem efeito e o tratamento evolui, os corações com saudade de casa podem ser acalentados na Janela da Vida. O carinho dos profissionais também ajuda nesta distância e falta de contato com familiares.

E antes de sair de alta médica, Nelsons, Marias, Aparecidas, Pedros… formam folhas para fortalecer a Árvore da Vida no HEA. Adubada por sorrisos e aguada por lágrimas de felicidade.

O carinho e atendimento humanizado citados por Nelson Filho fazem tanto a diferença que, a cada solenidade de alta médica, familiares e pacientes fazem questão de agradecer aos profissionais que passaram dias e noites dedicados a cada interno. A festa da vida na saída do hospital tem música cantada, acordes, têm corações, têm mensagens, tem a gratidão nos discursos de despedida para a vida lá fora.

Emocionante

O apoio e os agradecimentos também encontram outras formas de chegar ao HEA. Crianças e adultos de igrejas e escolas escrevem cartinhas, fazem desenhos, emanam uma energia diferenciada para cada profissional, enaltecendo a força de vontade, a visão humana, o esforço, a luta do dia a dia.

Cartinhas que não têm ponto final, somente reticências…

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS