quinta-feira, 9 dezembro, 2021
InícioInteriorHomem é preso após esfaquear mulher e criança de 2 anos em...

Homem é preso após esfaquear mulher e criança de 2 anos em Teotônio Vilela

Vizinhos da casa, onde o fato aconteceu, ouviram os gritos de socorro da vítima e acionaram a Guarda Municipal

Um homem foi preso na madrugada de domingo (03/10) na cidade de Teotônio Vilela, no agreste alagoano, depois de atentar contra a vida e uma mulher de 24 anos e de sua filha de apenas 2. Na primeira versão, Vanessa Teixeira dos Santos, relatou a polícia que se encontrou com o acusado num bar, onde ele a teria convidado para fazer um programa sexual.

No entanto, em entrevista à Rádio Cidade 88,3, a mulher afirmou que não conhece o homem e que estava com sua filha, brincando na praça do bairro Inhumas, por volta da meia-noite, quando o acuso chegou e já foi lhe atacando.

Ela, afirmou que o mesmo desferiu golpes de faca, e que um deles acertou o pescoço de sua filha, uma criança de pouco menos de 2 anos idade. Ao ver a filha ferida, a mãe teria entrando em luta corporal com o acusado. Vanessa relatou que o homem tentou sufoca-la. A mesma gritou por socorro e vizinho acionaram a Guarda Municipal que realizou o socorro da vítima. O homem foi preso em fragrante, e a criança socorrida até o hospital local Nossa Senhora das Graças.

Já o acusado alegou que ela aceitou fazer o programa, mas decidiu passar em casa para pegar a filha, por motivo não esclarecido. Após isso, na casa do homem, os dois teriam discutido, uma vez que ele supostamente não quis pagar pelo programa. O acusado agrediu a mulher e ela tentou revidar. Nesse momento, ele a esfaqueou e acabou ferindo a criança no pescoço.

O Conselho Tutelar foi acionado, e as medidas cabíveis estão sendo tomadas. A mãe foi ouvida na manha desta quarta-feira pelos agentes de direitos. Segundo o conselho Tutelar caso seja provado que a genitora levou a filha para um programa sexual, a mesma poderá ter a criança afastada do seu convívio, e uma representação contra a mesma poderá ser feita junto ao Ministério Público.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS