quarta-feira, 17 agosto, 2022
HomeAlagoasChuvas castigam diversas cidades do interior de Alagoas

Chuvas castigam diversas cidades do interior de Alagoas

Cidades amanheceram debaixo d'água, neste sábado (02/07), com graves pontos de alagamento e de enxurradas

As fortes chuvas que atingem dezenas de municípios alagoanos já provocam destruições e medo pelo que ainda pode vir. Cidades amanheceram debaixo d’água, neste sábado (02/07), com graves pontos de alagamento e de enxurradas, e parte da população precisou de ajuda para deixar suas casas, já que há riscos das águas de rios continuarem a invadir as ruas e as casas.

Em Pilar, na Grande Maceió, um morador filmou o alagamento de uma área da cidade. Tendas estavam montadas na orla para um evento, porém houve o cancelamento dele devido ao estado preocupante da região.

Em Murici, na Zona da Mata, as imagens aéreas impressionam. A cidade já sofreu com enchentes no passado, volta a temer esse pesadelo, e já conta com moradores desalojados.

No município de Marechal Deodoro, também na região metropolitana da capital alagoana, a situação é a mesma. Pontos com alagamento e pessoas com dificuldades para chegar ou sair de suas casas. No Povoado Barra Nova, um morador mostrou a situação da Rua Condomínio Bosque da Lagoa. Veja:

Foto: Reprodução

A cidade de Atalaia também teve trechos tomados pela água. Em um vídeo, um morador mostra a situação da rodoviária do município, com alagamento nas proximidades, o que dificultou o acesso de pessoas e veículos.

Em outros pontos, é possível observar que o asfalto das vias já não aparecem para a população e um “rio” se formou, deixando os moradores ilhados.

União dos Palmares e Santana do Mundaú debaixo d’água – As chuvas intensas e contínuas que caem em todo o estado de Alagoas deixaram dezenas de cidades em situação de alerta desde essa sexta-feira (01/07). Moradores de União dos Palmares, um dos municípios mais atingidos pela água, ficaram ilhados e estão assustados com o nível do Rio Mundaú.

Segundo um morador, ao menos oito localidades estão com enxurradas e graves alagamentos, incluindo bairros da área urbana e povoados. A população enfrenta os transtornos, com necessidade de assistência, e muitas famílias já começam a ocupar escolas do município.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS