22.1 C
Arapiraca
Terça-feira, 21 Maio, 2024

Jogos deste sábado têm duas seleções invictas e os melhores ataques e defesas do Mundial

Ainda restam duas vagas na semifinal da Copa do Mundo do Catar. Após Brasil e Holanda serem eliminado do Mundial na última sexta-feira, 9, Argentina disputará uma vaga na final contra a Croácia. O outro lado será decidido neste sábado, 10. Marrocos e Portugal serão os primeiros a se enfrentar, ao meio-dia [no horário de Brasília], e,depois, Inglaterra e França, às 16 horas.

A grande surpresa desta Copa é a Seleção Marroquina, que faz história como primeiro grupo árabe a chegar nas quartas de final e a quarta equipe africana em toda a história a atingir essa fase. O Marracos mudou de técnico no início deste ano e surpreendeu a Bélgica e a Espanha nas oitavas de final.

O adversário dos árabes será Portugal, nação que chegou apenas duas vezes na atual fase, em 1966 e em 2006. Nas duas vezes, os portugueses avançaram para a semifinal, mas nunca chegaram à final. Na atual edição, o Marrocos é uma das seleções que ainda está invicta, com duas vitórias e dois empates, tendo uma delas sido uma vitória em pênaltis sobre a Espanha que garantiu sua chegada nas quartas. No entanto, a equipe só marcou quatro gols, sendo dois deles contra a Bélgica e contra o Canadá. Já Portugal teve apenas uma derrota, contra a Coreia do Sul.

Por outro lado tiveram três vitórias, com 12 gols, sendo o melhor ataque da Copa junto com a Inglaterra. Eles sofreram cinco gols. Quem vencer a partida vai enfrentar um campeão mundial: Inglaterra, que não vence uma Copa desde 1966, ou a França, atual campeã do Mundo. Os ingleses tentam passar das quartas como fizeram em 2018, quando venceram a Suécia. Já a França tenta repetir um feito que não ocorre desde 1958 e 1962, pelo Brasil, se tornar bicampeã mundial.

A Inglaterra também tem o melhor ataque, com 12 gols, e a segunda melhor defesa da competição, com apenas 2 gols sofridos. Os ingleses também são uma das seleções invictas no torneio, tendo vencido três partidas e empatado outra. Já a França, que teve diversos jogadores cortados antes e durante a Copa, venceu três partidas e perdendo apenas para a Tunísia. Os franceses colocaram a bola na rede nove vezes, sendo cinco delas pelo artilheiro da competição, Mbappé, e sofreram quatro gols.

*Com informações do repórter Pedro Henrique Sperber

Fonte: Jovem Pan