22 C
Arapiraca
Sexta-feira, 14 Junho, 2024

Mansão de Elvis Presley é alvo de batalha na Justiça americana

Graceland, a mansão histórica de Elvis Presley é alvo de uma batalha legal entre a neta do cantor, Riley Keough, e a Naussany Investments and Private Lending. O lugar está prestes a ser vendido em um leilão de execução hipotecária, mas Riley Keough, atriz de 34 anos e atual proprietária de Graceland, contesta a venda, alegando que é fraudulenta. Uma ordem de restrição temporária foi emitida na segunda-feira, e uma audiência de liminar está marcada para quarta-feira (22).

A Naussany Investments afirma que a mãe de Keough, Lisa Marie Presley, fez um empréstimo de US$ 3,8 milhões em 2018, usando Graceland como garantia. Alegam que Lisa Marie nunca pagou a dívida antes de falecer aos 54 anos no ano passado. Keough argumenta que o empréstimo é falso, alegando que as assinaturas da escritura são falsas e que a Naussany Investments não é uma entidade real.

Elvis comprou a propriedade de Graceland em 1957 por US$ 102.500, mesmo ano em que gravou sucessos icônicos. Lisa Marie herdou a propriedade após a morte de seu pai em 1977, abrindo-a ao público como museu em 1982. Após a morte de Lisa Marie em janeiro de 2023, sua filha se tornou herdeira da propriedade.

Localizada em Memphis, Tennessee, Graceland atrai centenas de milhares de visitantes anualmente. O museu abriga artefatos da carreira de Elvis, incluindo um muro com todos os prêmios recebidos após sua morte. A cozinha permanece inalterada desde a construção, enquanto o segundo andar inclui o quarto, escritório e banheiro do cantor, além do quarto de sua filha, Lisa, que não é aberto ao público. A sala mais marcante de Elvis era a “Jungle Room”, com paredes de pedra natural, cascata embutida e carpete verde. O Meditation Garden abriga o túmulo do cantor, seus pais, avó, filha e neto. O pai de Elvis decidiu enterrá-lo em Graceland após uma tentativa de violação de seu túmulo em outro cemitério.

*Reportagem produzida com auxílio de IA

Fonte: Jovem Pan