segunda-feira, 20 setembro, 2021
InícioAcidenteMorre menina de 10 anos que sofreu queimaduras após explosão de celular...

Morre menina de 10 anos que sofreu queimaduras após explosão de celular em Pão de Açúcar

Na manhã do dia 15 de julho (15/07), uma menina de 10 anos e seu irmão, de 2 anos, sofreram queimaduras e foram hospitalizadas após um incêndio causado pela explosão de um celular

A menina Geovana Ferreira da Silva, de 10 anos, que sofreu queimaduras após uma explosão de aparelho celular, em Pão de Açúcar, morreu neste domingo (25/07).  A morte foi informada pelo Hospital Geral do Estado (HGE) onde ela estava internada desde o último dia 15, quando foi transferida do Hospital de Emergência do Agreste (HEA).

Geovana sofreu lesões extensas, de 2º e 3º graus, em 40% do corpo, principalmente nos membros inferiores e superiores. A menina estava internada no Centro de Tratamento de Queimados.

O caso

Na manhã do dia 15 de julho (15/07), uma menina de 10 anos e seu irmão, de 2 anos, sofreram queimaduras e foram hospitalizadas após um incêndio causado pela explosão de um celular, no município de Pão de Açúcar, no Sertão de Alagoas.

A menina teve queimaduras graves pelo corpo e perdeu parte do couro cabeludo. Ela precisou passar por cirurgia. Já o irmão teve ferimentos leves e apresentou quadro estável desde o ocorrido.

Familiares disseram que as crianças estavam dormindo quando o celular, que estava na tomada, explodiu, causando um incêndio no cômodo. Uma pessoa da família conseguiu resgatar as crianças e pedir socorro.

Prevenção

A reportagem da 91 FM conversou sobre o assunto com o Sargento Wemison do 7º Grupamento Bombeiro Militar de Arapiraca. É comum as pessoas deixarem o celular carregando a noite toda, ou até manusear o aparelho enquanto ele está ligado à tomada.

“A gente facilita quando achamos que nunca vai acontecer na nossa casa. Utilizar o telefone enquanto está carregando, ou deixar carregar a noite toda, pode se perigoso, porque nem todos os aparelhos são inteligentes, que conseguem esfriar, ou seja desligar após o celular carregar. Alguns aparelhos permanecem aquecidos o que facilita a explosão e o incêndio “, explica o sargento.

O oficial dos Bombeiros também alerta para o uso de equipamentos não originais. “Com o carregador clandestino pode haver sobrecarga e o celular pode superaquecer”.

“A utilização de vários T, com vários aparelhos conectados na mesma tomada também podem trazer mais riscos. O celular deve ser carregado em um tomada sozinha, longe de qualquer objeto inflamável”, complementa.

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS