05/09/2019 às 19h13min - Atualizada em 05/09/2019 às 19h13min

VÍDEO - Autor do assassinato de professor se entrega à Polícia; segundo acusado é considerado foragido

Wallaph Magno tem 25 anos e se entregou no início da noite na 4ª DRP

Luciano Amorim - Com Victor Hugo
Reprodução PC/AL
Após uma intensa negociação entre a Delegacia Regional de Polícia Civil de Arapiraca e a Defensoria Pública, Wallaph Magno Almeida de Souza, de 25 anos, um dos acusados de ter assassinado o professor Vandiele da Silva Araújo Rocha se entregou na noite desta quinta-feira (05/09) na sede da 4ª DRP, no bairro Baixão.

Cleber José de Souza Braga Junior, o outro acusado do crime, não se entregou à polícia e é considerado, a partir deste momento, foragido da justiça.




Ambos são considerados os autores materiais da morte do professor Vandiele, ocorrida na manhã da última sexta-feira (30/08) na residência do professor, no bairro São Luiz. As circunstâncias do crime ainda estão sendo investigadas pela polícia.

Informações obtidas com exclusividade pelo portal NN1 apontam que Wallaph é proprietário de uma loja de rações e itens de pet-shop, localizada no bairro Cacimbas, em Arapiraca. A ocupação de Cleber Junior é desconhecida. Wallaph tem passagem anterior pela polícia no ano de 2014, por porte ilegal de arma de fogo.

O defensor público que assumiu a defesa de Wallaph vinha mantendo contato com a polícia há aproximadamente dois dias, quando as equipes lideradas pelo Dr. Everton Gonçalves conseguiram identifica-lo como um dos autores do crime. A princípio, ele deveria se entregar no início da tarde desta quinta, mas acabou por se apresentar à polícia somente no início da noite, com o rosto coberto, num veículo particular e acompanhado de dois agentes da Polícia Civil.

As versões
 
Segundo o Dr. Everton Gonçalves, responsável pelo caso, havia uma negociação com os defensores públicos responsáveis pela defesa dos acusados desde a última segunda-feira (02/09), quando eles foram identificados. Havia um acordo para a entrega também de Cleber Junior, que não foi cumprida – quando a PC determinou a divulgação de sua imagem e nome.

Wallaph será ouvido oficialmente nesta sexta-feira (06/09) pelo delegado, mas em depoimento informal colhido junto ao acusado, ele nega participação na morte de Vandiele. Segundo Wallaph, quem cometeu o crime foi Cleber, num momento em que o primeiro havia saído para preparar um tira-gosto.

Ainda segundo o acusado, ao voltar para a sala onde os três estavam bebendo, encontrou o professor já com a faca encravada no pescoço. Logo após, tomado pelo desespero, aceitou a ideia de juntamente com Cleber fugirem no veículo do professor.

As equipes da Polícia Civil seguem nas buscas do segundo acusado, Cleber Junior, e qualquer informação pode ser repassada à polícia através do disque denúncia 181. O sigilo é garantido.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »