05/11/2019 às 11h55min - Atualizada em 05/11/2019 às 11h55min

Operação da PF mira senador alagoano Renan Calheiros

Mandados de Busca e Apreensão e sequestro de bens foram autorizados pelo STF

Da redação - Com G1
Reprodução Internet
Polícia Federal está nas ruas para cumprir uma série de mandados de busca e apreensão e de sequestro de bens autorizados pelo ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. Entre os alvos está o senador Renan Calheiros (MDB-AL), bem como o senador Eduardo Braga (MDB-AM) e o ministro Vital do Rêgo, do Tribunal de Contas da União (TCU)

A operação mira autoridades com foro privilegiado em razão de uma investigação em curso perante o STF.

"Atendendo às determinações do Ministro Luiz Edson Fachin, que assina as ordens judiciais, a Polícia Federal informa que não realizará qualquer divulgação das ações realizadas desde as primeiras horas da manhã", diz nota da corporação.

Procurado, o gabinete de Renan Calheiros afirmou que o senador foi convocado para prestar depoimentos e negou qualquer movimentação de policiais no local.

"Senador Renan não foi alvo de operação. Não há busca e apreensão, como também não há qualquer determinação a ser cumprida nas dependências do Congresso. Entregaram uma simples intimação para prestar esclarecimentos. Nada mais que isso", afirma nota da defesa do senador.

Pelo Twitter, Eduardo Braga publicou uma intimação para comparecer à sede da Polícia Federal para prestar depoimento, previamente agendado. "Permaneço à disposição da Justiça e da verdade", escreveu.
Notícias Relacionadas »
Comentários »