07/11/2019 às 19h05min - Atualizada em 07/11/2019 às 19h05min

Atacante do Sport se envolve em confusão, e polícia investiga uso de arma

A confusão aconteceu no último sábado, no bairro de Parnamirim, no Recife

Da Redação - Sportbuzz
Reprodução / Youtube

"Ele se envolveu numa pseudo briga por causa de mulher: o rapaz acha que ele teria mexido com a mulher dele. Foi dito que tinha uma arma de fogo no local, então o que a Polícia Civil quer? Ela só se interessa por essa arma de fogo. Se ela existe ou não”, afirmou ao portal antes de completar:

"Além de a gente já ter feito oitivas de testemunhas como a namorada do jogador, o segurança do jogador, o gerente da boate, eu ainda vou ouvir outro jogador envolvido, e estou esperando as imagens das câmeras de segurança da área que pode verificar a existência dessa arma de fogo. Caso seja visualizado uma arma de fogo na mão dele, ele responderá por porte ilegal de arma de fogo.

Juninho ainda falou que o episódio apenas ganhou proporção pelo o nome dele estar envolvido. Ernesto Cavalcanti, advogado do jogador, também negou o porte de arma e afirmou “invencionismo” nas redes sociais.

"Ele nega a existência dessa arma. Não existe essa história. Juninho responde uma ação penal, mas paciência. Temos que ter um certo limite a esse invencionismo que se cria nas redes sociais", disse.

Ao UOL esporte, a delegada do caso, Lídia Barci, disse que, por enquanto, a investigação baseia-se em confirmar se Juninho portava ou não uma arma durante a confusão na boate.

Notícias Relacionadas »
Comentários »