27/11/2019 às 17h02min - Atualizada em 27/11/2019 às 17h02min

‘Teste do Sofá’ vira alvo de denúncia na TV Globo; Emissora confirma pela primeira vez investigação do tipo

Prática é conhecida na TV e na indústria cinematográfica, quando um artista é obrigado a ter relações sexuais com alguém de uma hierarquia superior para conseguir um trabalho

Da Redação - com Hugo Gloss
Reprodução/TV Globo
Há anos tido como uma prática recorrente da TV brasileira, o “teste do sofá” foi apenas nesta quarta (27/11) reconhecido publicamente pela TV Globo como um problema a ser combatido. A emissora admitiu à “Coluna do Leo Dias” que está investigando uma denúncia do tipo.
 
Leo Dias afirma que entrou em contato com a Globo após receber a informação que uma denúncia teria chegado à ouvidoria da emissora e que começara a ser investigada. Em resposta, a Central Globo de Comunicação admitiu, através de uma nota, que está apurando o caso.
 
Os nomes das partes envolvidas não foram divulgados e o Grupo Globo declarou que isso permanecerá assim. “É garantido sigilo aos relatantes, razão pela qual a Globo não comenta nem divulga a esse respeito”, completou. Veja a nota na íntegra:
 

“A Ouvidoria do Grupo Globo é um canal aberto para denúncias de violação às regras do código de Ética da empresa. É garantido sigilo aos relatantes, razão pela qual a Globo não comenta nem divulga a esse respeito. Mas reafirma que relatos referentes a assédio, moral ou sexual, são apurados com rigor, sendo adotadas as medidas cabíveis”.

 
O “teste do sofá” na TV e na indústria cinematográfica acontece quando um ator ou atriz é obrigado a ter relações sexuais com alguém de uma hierarquia superior para conseguir um trabalho. Dentro da Globo já surgiram vários rumores anônimos e, em junho deste ano, Xuxa revelou que chegou a receber proposta do tipo no início da carreira no canal carioca.
 
Em entrevista para Rodrigo Faro, a loira revelou que antes de apresentar o “Xou da Xuxa”, fez figuração na emissora e foi assediada por um diretor, que a convidou para o “teste do sofá”. “Antes de eu entrar na Manchete, fui pra Globo ser figurante de um programa chamado Planeta dos Homens. Fiz e o diretor falava assim: ‘Menor, vai sair comigo hoje?’. Isso aconteceu umas quatro vezes. Ele falou: ‘Menor, vai sair comigo? Se não sair, pode ir pra casa e não pode voltar nunca mais”, contou Xuxa.
 
Ela revelou que não cedeu aos assédios e, mais tarde, aos 20 anos, quando foi chamada por Boni, diretor da Globo na época, para apresentar o “Xou da Xuxa”, teve a chance de escolher entre três profissionais. “Olhei para o diretor do meio e falei pra ele perguntar qual era o meu nome. Ele falou: ‘Qual é o seu nome?’. Eu respondi: ‘A menor. Peguei a mão dele e falei: ‘Pode sair, você não vai ser meu diretor'”, relembrou.
 
A investigação atual da Globo segue um padrão que a emissora estabeleceu desde 2017, quando afastou José Mayer após ele ser acusado de assédio sexual pela figurinista Susslem Meneguzzi Tonani, durante os bastidores da novela “A Lei do Amor”. A TV Globo tomou as medidas cabíveis e, em janeiro deste ano, rompeu o contrato com ele após mais de 35 anos. Desde 2017, a onda de denúncias também ganhou força no mundo inteiro com o surgimento do movimento “#MeToo”, através do qual mulheres do entretenimento, da política e de outros ramos acusam homens em posições de poder de má conduta sexual.
Notícias Relacionadas »
Comentários »