10/12/2019 às 14h47min - Atualizada em 10/12/2019 às 14h47min

Moradores de Craíbas reclamam de cheiro de gás metano em CTR do Agreste

De acordo com os populares, o problema é mais intenso no período noturno

Da Redação - com Jonatas Pedro
Jonatas Pedro - NN1
Moradores do Sítio Ipojuco, em Craíbas, que fica nas imediações da Central de Tratamento de Resíduos (CTR) do Agreste, procuraram o NN1 para reclamar de mau cheiro na região. De acordo com os relatos, principalmente de madrugada e nas primeiras horas da manhã, a CTR libera gás metano no ar, provocando o incômodo.
 
Josenildo, morador, falou sobre a situação ao NN1: “Já fizemos de 4 a 5 reuniões, com a Secretaria do Meio Ambiente de Craíbas, com a Prefeitura, até com promotor [do Ministério Público], e dessa última vez nos mandaram marcar outra reunião com a Câmara de Vereadores, mas até agora nada. Um joga para o outro e a gente é que fica sofrendo aqui”. A moradora Clarice Bezerra também deixou o seu relato. “Tem dia que não fede, mas tem dias em que é terrível. Já fizemos abaixo-assinado, ficaram de ver essa situação, mas até agora nada de resolver”, disse.
 
Em agosto deste ano, uma equipe do Ministério Público visitou a CTR do Agreste, juntamente com técnicos da empresa administradora e representantes da Prefeitura de Craíbas, a fim de averiguar as denúncias de populares sobre o mau cheiro. Foi pedida a implantação de medidas no local, e prometido o retorno em três meses. Esta nova reunião entre os dirigentes ainda não aconteceu.
 
O NN1 conversou com Marnes Gomes, gerente operacional da CTR do Agreste, que negou que o problema seja recorrente. De acordo com o profissional, a empresa já cumpre os requisitos solicitados para evitar problemas ambientais como o mau cheiro, e existe uma equipe que faz o monitoramento 24 horas da unidade para que os queimadores (dispositivos que queimam o gás expelido pelo lixo e evitam o mau cheiro) sejam acesos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »