13/02/2020 às 08h16min - Atualizada em 13/02/2020 às 08h16min

Sobem para 11 os casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus

33 casos já foram descartados

Da Redação - com Agência Brasil
Reprodução
O Ministério da Saúde atualizou nesta quarta (12/02) as informações sobre os casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus, o Covid-19, no Brasil. De acordo com os dados do Centro de Operação de Emergência em Saúde Pública, o número de casos suspeitos passou de oito, na terça-feira (11/02), para 11, nesta quarta-feira, com três novos casos no estado de São Paulo. Desta forma, no momento, os casos suspeitos estão assim distribuídos no país: São Paulo (6), Rio de Janeiro (2), Rio Grande do Sul (1), Minas Gerais (1) e Paraná (1). Até agora, o ministério já descartou 33 casos suspeitos de Covid-19.

Em coletiva de imprensa que vem sendo realizada diariamente pelo Ministério da Saúde, o Secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Wanderson Oliveira, deu detalhes sobre o perfil epidemiológico dos casos suspeitos no país. Segundo ele, das 11 notificações em avaliação no país, seis são homens, cinco são mulheres. A média de idade é 24,6 anos e todas as pessoas estiveram na China, porém nenhuma passou pela cidade de Wuhan, que é o epicentro do surto.

Operação Regresso

Sobre as 58 pessoas que voltaram ao Brasil da China na Operação Regresso, no último domingo, dos quais 34 são brasileiros ou estrangeiros que moravam em Wuhan e 24 membros da equipe que embarcou para a operação, o secretário informou que conforme prevê o protocolo internacional, eles voltarão a ser testados no próximo domingo (16/02).

Todos passaram por exames de saúde no domingo (09/02) passado, ao chegar no país, e os resultados, divulgados ontem, deram negativo. De acordo com o secretário, o protocolo prevê testes a cada sete dias, até completar 14 dias. Portanto, todos farão um terceiro e último teste para Covid-19 no domingo (23/02).

Sobre o período de quarentena do grupo, que está na base aérea de Anápolis, em Goiás, a expectativa se mantém em 18 dias.
Notícias Relacionadas »
Comentários »