14/02/2020 às 12h54min - Atualizada em 14/02/2020 às 12h54min

Ceni demonstra orgulho do Fortaleza e prepara caldeirão para Independiente

Rogério Ceni quer o time pensando grande, essa é a sua filosofia desde que chegou à capital cearense

Jânio Barbosa - com Gazeta Esportiva
Juan Mabromata / AFP

O Fortaleza saiu em desvantagem no confronto contra o Independiente, da Argentina, pela Copa Sul-Americana. No entanto, a derrota por 1 a 0 não tirou a confiança do time cearense para avançar na competição, mesmo com a tradição do rival. Até porque o técnico Rogério Ceni ficou muito satisfeito com a atuação da equipe na casa do adversário. 

“O Fortaleza fez uma belíssima partida. Pouquíssimas vezes, jogando com o São Paulo, eu vi um jogo tão bom contra um time argentino. Estou orgulhoso de meus jogadores. Tenho certeza de que deixaram melhor. Jogamos com posse de bola semelhante à do adversário e criamos mais. Jogamos contra um time acostumado. 1 a 1 seria mais justo e honesto. Agora temos mais 90 minutos”, afirmou. 

Rogério Ceni quer o time pensando grande, essa é a sua filosofia desde que chegou à capital cearense, por isso ganhou títulos como a Série B do Brasileiro, o Estadual e a Copa do Nordeste. Mesmo com o respeito em relação ao Independiente, o técnico avisa que os jogadores devem se apagar à vantagem de atuar no estádio Castelão para reverter a desvantagem. A torcida será fundamental, na visão do ex-goleiro.

“A vaga está aberta. Tenho certeza que eles [Independiente] também pensam assim. [A derrota] Não é o ideal dentro do que planejávamos, mas quando o time ouvir a voz de 50 mil torcedores, teremos oportunidade de reverter resultado”, explicou Ceni, que foi além. “Em Fortaleza, os títulos do nosso adversário não vão caminhar junto do campo. Serão 11 contra 11, jogando a uma temperatura de 30 graus”, emendou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »