08/04/2020 às 08h21min - Atualizada em 08/04/2020 às 08h21min

Continuidade da Premier League em causa com agravamento da pandemia na Inglaterra

Declarar o Liverpool campeão pode parecer simples, com vantagem de 25 pontos para o segundo colocado

Jânio Barbosa - com O Gol
Foto: Getty Imagens
A Inglaterra vive dias de apreensão com o crescimento da pandemia em seu território, afetando inclusive o primeiro ministro britânico, Boris Johnson, na UTI com Covid-19.

O momento tem colocado em causa a capacidade da Liga Inglesa em encerrar a temporada em campo. O planejamento da entidade é disputar de alguma forma os jogos restantes da temporada, mesmo que com limitações de público e com maratona de partidas no meio do ano.

O problema é que não há expectativa de se chegar a um ponto seguro para a disputa a curto prazo. Recentemente Luke Shaw, do Manchester United, causou polêmica ao defender o cancelamento da temporada da Premier League. Um cancelamento conveniente para os Red Devils, quinto colocado, fora da zona de classificação para a Liga Europa.

Mas a pressão sobre a Premier League tem crescido para uma solução, e não há um caminho fácil a ser seguido. A Liga Belga, por exemplo, preferiu determinar o fim da competição, respeitando a classificação do campeonato no momento da paralisação. Na Inglaterra, esse seria um fim melancólico para o Liverpool, que comemoraria o fim de uma seca histórica sem jogar. No pior dos casos, poderia não ser considerado campeão em caso de cancelamento da temporada.

Declarar o Liverpool campeão pode parecer simples, com vantagem de 25 pontos para o segundo colocado. Mas seria praticamente impossível um acordo entre clubes em outras posições, como na luta apertada contra o rebaixamento, com West Ham e Watford livres de momento com o mesmo número de pontos do Bournemouth, que iria para a Championship. Ou na disputa pelas vagas da Liga dos Campeões.

Diretor executivo da Udinese, Pierpaolo Marino, que tem ligações indiretas com o dono do Watford, Gino Pozzo, filho do presidente do clube italiano, acredita que não será possível completar a Premier League. "A Federação Belga já confirmou o fim da Liga, apesar das ameaças de punição por parte da Uefa. Na Inglaterra a Premier League está perto de publicar um comunicado similar, porque a situação está ficando muito, muito séria", lamentou.

A Uefa já deu sua orientação às Federações de que os campeonatos devem ser encerrados em campo, embora a preocupação com a segurança e saúde venham em primeiro lugar. A entidade inclusive repudiou a decisão da Liga Belga. De qualquer forma, é difícil prever quando e se os torneios na Europa vão chegar ao fim.
Notícias Relacionadas »
Comentários »