21/05/2020 às 08h06min - Atualizada em 21/05/2020 às 08h06min

Arapiraca adere nova campanha de doação de leite materno

Saiba sobre as orientações

Da Redação - com Assessoria
Foto: Assessoria
Em meio à pandemia do novo coronavírus, Arapiraca não parou o atendimento e registra uma redução na doação de leite materno para recém-nascidos nos primeiros quatro meses do ano devido as buscas limitadas, assim como em todo o país. Diante deste cenário, o município aderiu à campanha do Ministério da Saúde “Doe leite materno – Nessa corrente pela vida, cada gota faz diferença”.

O objetivo é reforçar a necessidade de lactantes saudáveis manterem a recomposição dos bancos de leite para garantir a alimentação de bebês prematuros ou de baixo peso que estão internados e não podem ser amamentados diretamente nos seios das mães.

A assistente social do Banco de Leite Humano Ivete França (BLH) da Prefeitura de Arapiraca, Deise Gonçalves, reforçou a necessidade da doação mesmo em tempos de covid-19. Deise destaca que o banco segue atendendo a demanda mesmo com as buscas reduzidas em hospitais.

“Não paramos de forma alguma, pois os bebês da UTI neonatal necessitam dessas doações de leite materno. Nossa busca infelizmente está limitada por causa do coronavírus e não estamos fazendo palestras nas unidades, mas mantemos as doadoras e traçamos estratégias para conseguirmos novas mães, já que o nosso banco é referência no estado. Os municípios vizinhos também nos procuram para o atendimento e estamos realizando à distância, com marcação via telefone”, frisou Deise Gonçalves.

O BLH completa 12 anos em outubro e coleciona desafios, conquistas e muitas histórias de solidariedade e amor, compartilhadas com colaboradores, doadoras e famílias de bebês salvos pelo gesto de doação do leite materno. O banco é responsável por coletar leite humano, pasteurizar e disponibilizar o produto para os bebês prematuros internados na UTI Neonatal do Hospital Regional de Arapiraca.

Quem precisar dos serviços ou se interessar em doar, pode entrar em contato através do telefone (82) 9 8109-8112, das 8 às 12 horas e 14 às 17 horas ou pelas redes sociais @bancodeleite.

Como devem ser as doações:

A doação só deve ser feita por mulheres saudáveis. Aquelas com sintomas de gripe ou que moram com alguém que apresenta sintomas da doença não devem doar. Além disso, a recomendação é que a doação em postos de coleta seja agendada para evitar aglomerações.

Outra orientação é que mãe e filho sejam mantidos, preferencialmente, em quartos exclusivos. Também é sugerido que haja distância mínima de um metro entre o berço do recém-nascido e da mãe. Antes e depois da amamentação, a mãe deve usar máscara cirúrgicas, além de higienizar as mãos.
 

 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »