31/07/2020 às 17h14min - Atualizada em 31/07/2020 às 17h14min

​Vacina de Oxford protegeu macacos da pneumonia causada pela covid-19

Vacina da universidade está sendo testada em humanos em vários países, inclusive no Brasil

Da Redação - com G1
Foto: Dado Ruvic / Reuters A vacina da Universidade de Oxford
A vacina da Universidade de Oxford para a covid-19 preveniu, em macacos, a pneumonia causada pela doença, mostra uma pesquisa que teve publicação antecipada on-line nesta quinta-feira (30/07) na revista cientifica "Nature", uma das mais importantes do mundo.
 
Os resultados preliminares dos testes já haviam sido divulgados há cerca de dois meses e meio, mas a publicação na revista significa que eles foram validados por outros cientistas (passaram pela chamada "revisão por pares", ou "peer review", em inglês). Esse passo é necessário para que qualquer estudo científico seja publicado em uma revista.
 
"Não foram observadas evidências de pneumonia viral nem doença inflamatória imune" nos macacos vacinados, disseram os cientistas.
 
A imunização com a vacina, tanto em dose única como aplicada com reforço, induziu a produção de anticorpos e resposta imune celular em macacos resos. Não foram observados efeitos colaterais.
 
Segundo os cientistas, além de ficarem protegidos da pneumonia causada pelo novo coronavírus, os macacos vacinados também tiveram menor carga viral (quantidade de vírus) em amostra retirada dos pulmões e do trato respiratório inferior.
 
Seis animais foram vacinados com uma dose da vacina, 28 dias antes de serem expostos ao Sars-Cov-2 (o novo coronavírus). Outros seis foram vacinados 56 dias, e, depois, 28 dias antes da exposição ao vírus.
Notícias Relacionadas »
Comentários »