12/09/2020 às 17h17min - Atualizada em 12/09/2020 às 17h17min

​Vontade de trabalhar ajudou Rogério Teófilo a se curar do câncer, disseram os médicos à família

Em entrevista, emocionado, Moacir Neto revelou um pedido do pai: "meu filho, o que me mantém vivo é trabalhar e fazer o que eu gosto, não tire isso de mim, não"

- Claudemir Calixto
Foto: 91 FM
Na entrevista que concedeu ao Programa Comando 91, da rádio Novo Nordeste, na manhã desta sexta-feira (11/09), a médica e esposa de Rogério Teófilo, Lúcia Cajueiro, ao lado do filho Moacir Neto, revelou que o ex prefeito de Arapiraca, morto em 7 de agosto, recebeu diagnóstico da cura do câncer que teve no pâncreas, ainda no início de 2020.

Ela contou que o diagnóstico da doença foi recebido em junho de 2019, quando o prefeito começou o tratamento com quimioterapia. No início do ano, ao refazer o exame, foi constatado que Rogério não tinha mais o câncer. No entanto, o prefeito adquiriu imunodeficiência, em decorrência das sessões de quimioterapia, o que deixou com o organismo muito frágil.

“Ele não podia gripar, não podia adoecer. A gente tinha que ter o maior cuidado com ele enquanto o sistema imune dele não estivesse ativo, não estivesse normal”, revelou a ex primeira dama de Arapiraca.

Depois disso, o prefeito, que deveria ter tido mais repouso, insistiu em trabalhar, e foi supervisionar pessoalmente as obras em andamento na cidade, o que impactou no estado de saúde do prefeito. Rogério teve uma febre e foi novamente internado. “No primeiro momento nós pensamos em Covid, sabíamos que, se ele tivesse Covid, talvez não tivesse chance por conta da imunodeficiência, mas não foi confirmado, foi confirmado uma pneumonia com derrame pleural”, revelou Lúcia Cajueiro.

O prefeito realizou o tratamento, mas não chegou a finalizar porque queria concluir as obras o mais rápido possível. “Não teve jeito da gente segurar ele (...). Como ele estava melhor, o médico liberou, tirou o dreno, e ele veio para Arapiraca, ficou até tarde da noite na prefeitura”, relatou. “No outro dia fez uma conferência com os comerciantes pra ver a questão da reabertura das lojas, no outro dia voltou a febre”.

A esposa disse ainda que os médicos atribuíram a melhora do câncer de Rogério a sua vontade de trabalhar. Só que quando retornou depois da primeira infecção, da qual não chegou a tratar completamente por conta da vontade de voltar ao trabalho, Teófilo teve nova infecção, e seu sistema imunológico não conseguiu combater.

Moacir Neto, que também participou da entrevista, revelou que quando conversou com o pai para que ele parasse um pouco para cuidar mais da sua saúde, Rogério respondeu: "meu filho, o que me mantém vivo é trabalhar e fazer o que eu gosto, não tire isso de mim, não", relatou emocionado.
 
Ainda na entrevista, Lúcia Cajueiro destacou o momento de crise no qual o prefeito Rogério Teófilo assumiu a prefeitura de Arapiraca. “Ele, quando assumiu a prefeitura, em 2017, a situação não era boa. Nem estadual nem nacional. A gente estava em meio a uma crise político-institucional e econômica, principalmente. E ele pegou o governo com dois salários atrasados, inclusive o décimo terceiro também", disse.

Ela lembrou das palavras do esposo em ralação ao trabalho que sempre quis fazer pelo povo de Arapiraca. “Na época, ele priorizou o funcionalismo, quando ele decidiu ser prefeito ele disse: eu vou ser prefeito da gente, das pessoas, eu vou trabalhar pelas pessoas”, disse Lúcia.
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »