15/09/2020 às 14h59min - Atualizada em 15/09/2020 às 14h59min

​Teste da vacina de Oxford no Brasil vai dobrar número de voluntários

Além dos 5 mil voluntários iniciais, outros 5 mil serão recrutados, informa a Unifesp

Da Redação - com G1
Foto: Reuters/Dado Ruvic

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nesta terça-feira (15/09), que mais 5 mil voluntários participem da fase 3 do estudo clínico da vacina de Oxford no Brasil. Com essa permissão, o país terá 10 mil voluntários na última etapa de testes do imunizante contra a covid-19 desenvolvido pela universidade em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.
 
O perfil dos voluntários permanece o mesmo, a novidade é que agora não haverá mais limite de idade e os idosos acima de 70 anos serão prioridade. Também serão abertos três novos centros de aplicação dos testes no Brasil.
 
De acordo com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o recrutamento de voluntários e a aplicação da vacina acontecerão em Natal (RN), pelo Centro de Pesquisas Clínicas de Natal (CPCLIN); em Porto Alegre (RS), pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e em Santa Maria, também no RS, pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).
 
Os outros três centros já existentes — em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia — continuarão recebendo voluntários.

Notícias Relacionadas »
Comentários »