11/08/2019 às 17h06min - Atualizada em 11/08/2019 às 17h06min

Com transmissão da Seleção do Rádio NN, Inter e Corinthians empatam em 0 a 0

O resultado não foi bom negócio para nenhuma das equipes

Da redação - Com Lance
FOTO: ROBERTO VINICIUS/FOTOARENA
Tudo igual em um dos confrontos mais equilibrados da 14ª Rodada do Campeonato Brasileiro. Internacional e Corinthians empataram sem gols, partida disputada na manhã deste domingo, no Beira-Rio. O resultado não foi bom negócio para nenhuma das equipes, que vinham embaladas pelos bons resultados recentes nos compromissos nacionais e fora do Brasil e tinham a pretensão de subir na tabela. 

O time paulista cai para a sexta colocação, com 24 pontos, enquanto os gaúchos permanecem em sétimo lugar, com 21. O Timão volta a campo pelo Brasileirão, no sábado, às 17h, quando recebe o Botafogo, em Itaquera. No mesmo dia e horário, o Colorado enfrenta o Fortaleza, no Castelão. 

Poucas chances

Os torcedores colorados que foram comemorar o dia dos pais no Beira-Rio devem ter saído frustrados com o futebol truncado e as poucas chances de gols para ambas as equipes na primeira etapa. O Inter tinha mais posse de bola e ensaiava uma pressão, mas não encontrava espaços no forte sistema defensivo corintiano. O Timão sentia a falta de Fagner, suspenso, e priorizava a marcação e os contra-ataques, com Love muito isolado na frente. Em trinta minutos do bola rolando, apenas duas finalizações foram em direção ao gol: um chute de primeira de Nonato, defendido por Cássio e um cabeceio do camisa 9 do Timão, para fora. 

Uruguaio incendeia

Diante do mesmo cenário na volta do intervalo, Odair Hellmann sacou Rithely, que não vinha rendendo o esperado, e lançou Nico López. A entrada do atacante surtiu efeito. Com boa movimentação e participando de triangulações, ele quase abriu o placar depois de cortar Danilo Avelar e finalizar na rede pelo lado de fora. Na sequência, Avelar salvou o que seria um gol de Guerrero. 

Faltou criatividade

Carille também tentou mudar a dinâmica da partida com as entradas de Everaldo e Matheus Jesus, mas o time tinha dificuldades de criar e acertar passes da transição defesa-ataque. Na defesa, a consistência e organizações eram mantidas, e o Colorado não achava espaços para finalizar com perigo, com o ritmo já menos intenso devido ao cansaço.

Sem festa

O sábado ensolarado em Porto Alegre terminou sem presentes para os pais das duas torcidas, com a bola insistindo em não entrar. No fim, Everaldo, em bom lance individual, quase arruinou de vez o dia dos gaúchos, ao roubar a bola no meio e chutar colocado, mas a bola foi para fora e o empate sem gols persistiu. 
Notícias Relacionadas »
Comentários »