27.3 C
Arapiraca
Quinta-feira, 23 Maio, 2024

SSP apreende nove equipamentos sonoros por perturbação do sossego no fim de semana, em Maceió

O trabalho para combater a perturbação do sossego alheio foi reforçado no período das festas de fim de ano. Somente no feriadão do Natal, a Operação Na Base do Sossego apreendeu nove equipamentos sonoros em bairros distintos de Maceió.

As aparelhagens de som foram recolhidas durante fiscalizações realizadas no Vergel do Lago e também no bairro Cidade Universitária. Na região da parte baixa da capital, foram cinco equipamentos apreendidos no último sábado (23/12). Entre as demais, três também ocorreram no sábado e uma nesse domingo (24/12).

Coordenada pela Chefia de Prevenção e Articulação Política da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e pelo Comando de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM), a ação conjunta reúne integrantes das forças de segurança com o objetivo de garantir ainda mais a tranquilidade da população alagoana.

Em 2023, aproximadamente 1.030 locais denunciados foram visitados pelas equipes policiais. Boa parte resultou em orientações e soluções do problema. No entanto, até esta terça-feira (26), 162 aparelhos sonoros foram apreendidos em Maceió e Marechal Deodoro, nas regiões atendidas pelas Bases Comunitárias de Segurança da Polícia Militar. Desde o início da operação, ano passado, foram 309 recolhidos.

De acordo com o chefe de Articulação de Polícia Comunitária da SSP/AL, tenente Alex Acioli, as ações continuarão sendo reforçadas nos próximos dias. A ideia é garantir ainda mais tranquilidade à população no período festivo.

“Temos tido um grande apoio do CPRM no cumprimento das ações de fiscalização realizadas pelas equipes das Bases Comunitárias. Com o apoio do Batalhão de Polícia de Trânsito e do serviço de Inteligência continuaremos o trabalho preventivo e repressivo. É bom salientar, que além do trabalho integrado da Operação Na Base do Sossego, as equipes policiais ordinárias também fazem visitas nos locais que são denunciados através do 190”, afirmou o oficial.

Todos os materiais apreendidos ficam à disposição da Justiça, que decidirá se eles serão devolvidos aos proprietários ou doados a instituições filantrópicas. A decisão será tomada durante audiência no Juizado Criminal Especial da Capital.

Participaram da operação, guarnições das Bases Comunitárias de Segurança pertencentes ao 1º, 4º, 5º e 12º Batalhões da PM e também da 4ª Companhia Independente. Além disso, alunos do Curso de Formação de Praças, em estágio operacional, também dão apoio à ação.