sexta-feira, 15 janeiro, 2021
Início Saúde Tamanho da carga viral é decisiva no contágio por covid-19 - Saúde...

Tamanho da carga viral é decisiva no contágio por covid-19 – Saúde em Foco

Para explicar este tema, o Saúde em Foco desta terça (01/12) trouxe o médico epidemiologista Karlisson Valeriano

O termo “infecção” condiz com a invasão de organismos capazes de provocar doenças em outro ser hospedeiro. Os sintomas decorrentes da covid-19 afetam apenas 15 e 20% da população, mas o vírus atacar de forma leve, moderada ou grave depende de uma série de fatores que podem ter desdobramentos diferentes.

Dados e previsões epidemiológicas mostram que idosos e grupos de risco, como diabéticos e indivíduos com condições cardíacas pré-existentes, têm maiores chances de virem a óbito. Dentre os fatores que podem influenciar no risco de contágio por coronavírus, está a carga viral a qual o indivíduo se expõe.

Para explicar este tema, o Saúde em Foco desta terça (01/12) trouxe o médico epidemiologista Karlisson Valeriano.

“Quando a gente fala de imunidade e de carga viral, a gente está falando na essência do que a Saúde chama de ‘ataque e defesa’. O vírus enquanto elemento atacante, e nós, através do nosso sistema de defesa. Todos nós temos a nossa defesa, e nós a recebemos por carga genética e vai se desenvolvendo ao longo da vida. É bom que a gente entenda que nessa ‘memória inata’ tem uma série de fatores que a gente pode intervir para reduzir a entrada dos vírus, como colocar barreiras de acesso ao corpo. Nós temos como via de entrada do Sars-Cov-2 qualquer mucosa, como nas vias respiratórias, olhos e via oral.  A pele da gente já tem uma barreira natural de proteção para esse vírus”, conta o médico.

O epidemiologista explica porque os ambientes e o uso da máscara influenciam na exposição ao coronavírus. “Qualquer pessoa que está falando expele partículas que chegam a quem estiver perto. Por isso a máscara funciona como excelente parede. Ainda assim, a gente entende porque profissionais de saúde se prejudicaram tanto nessa pandemia. Imagine trabalhar num local como um Centro de Atendimento à Covid-19. Ali todo mundo chega, todo mundo tosse, e fica um volume de partículas em suspensão. Se tiver nesse grupo de pessoas alguém sem máscara, como a gente viu muito, as pessoas que estavam na defesa dos pacientes, mesmo que equipadas, ainda ficavam expostas”.

Dr. Karlisson fala sobre como a carga viral, ou seja, quantidade de vírus, influencia no contágio. “Se tem uma pessoa com uma baixa quantidade de vírus, ela vai contaminar poucas pessoas. Nesse leque de pesquisas que existem sobre a covid-19, a gente conheceu a figura do grande propagador, que é aquela pessoa que tem a presença do vírus, em alguns casos manifesta doença e em outros casos não, mas ele elimina muito. Esse é o perigo para nós agora. Todo mundo está cansado depois de 10, 12 meses de quarentena, quando a gente começa a ver no horizonte a vacina, relaxa no cuidado”.

 

Para participar do Saúde em Foco ao vivo, acompanhe a 91 FM, de segunda a sexta, às 13h. Para ouvir o programa acesse o perfil no Spotify clicando aqui. Acompanhe o programa também nas redes sociais.

Rádios

ÚLTIMAS NOTÍCIAS