quarta-feira, 23 junho, 2021
InícioArapiracaVÍDEO – Associação dos Taxistas de Arapiraca reivindica a regulamentação dos aplicativos...

VÍDEO – Associação dos Taxistas de Arapiraca reivindica a regulamentação dos aplicativos de transporte no município

José Osmair, presidente da Associação, reclama que os taxistas estão buscando essa regulamentação desde de 2018 e até agora nada foi feito

No início desta semana, a equipe de reportagem da Rádio 91.5 FM conversou com José Osmair, presidente da Associação dos Taxistas de Arapiraca, que vem reivindicando, desde de 2018, a regulamentação e moralização dos aplicativos de transporte no município.

De acordo com José Osmair, em 2018, a Associação dos Taxistas entregou um ofício à Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito de Arapiraca (SMTT), solicitando a regulamentação dos aplicativos de transporte em Arapiraca. “Na época, a SMTT realizou um estudo e enviou à Procuradoria Municipal. Desde então, esperamos por uma resposta, mas até agora nada foi feito”, reclama.

Segundo Osmair, o estudo que foi feito não vale mais, é preciso fazer outro estudo para a regulamentação dos aplicativos. “Agora, o mais importante é a moralização dos motoristas por aplicativo, para que nós taxistas e eles trabalhem nas mesmas condições”, destaca.

Osmair explica que, atualmente, para um taxista se cadastrar e começar a trabalhar, ele gasta cerca de 3 mil reais, entre taxas, taxímetro e ponto. Já a regulamentação do alvará anual hoje está custando 175 reais, sendo que o valor sofre reajuste anual em torno de 6 a 7 reais.

“Enquanto nós temos de pagar todas as taxas, os motoristas por aplicativo circulam livremente pela cidade e sem pagar taxa nenhuma, isso é injusto. Nós não queremos acabar com os aplicativos não, tem espaço para todos trabalharem, só queremos que as regras e taxas sejam aplicadas a todos, tanto taxistas como também os motoristas por aplicativo”, reivindica.

O NN1 entrou em contato com a SMTT, solicitando um posicionamento em relação à reivindicação dos taxistas. A assessoria enviou a seguinte nota:

“Sobre essa reivindicação, a atual superintendência da SMTT está em contato com a Procuradoria Municipal, buscando informações mais atualizadas, tendo em vista que se trata de uma solicitação de três anos atrás.

Ressaltando que o órgão está à disposição para diálogos com a categoria, afim de provocar até a atualização do processo em virtude de se tratar de uma demanda que não foi executada em tempo hábil.”
Assista à reportagem completa:

Reprodução: NN Play

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS