quarta-feira, 23 junho, 2021
InícioArapiracaVÍDEO - Ciclismo em alta durante a pandemia provocou aumento do número...

VÍDEO – Ciclismo em alta durante a pandemia provocou aumento do número de acidentes com bicicletas

Inexperiência dos ciclistas é a principal causa de acidentes

A pandemia da Covid-19 fez com que muitas pessoas buscassem o ciclismos como forma de lazer, e também de realizar atividades físicas. A medida foi uma solução encontrada visto que academias ficaram fechadas, e também as atividades de lazer foram restritas como medida de prevenção de disseminação do vírus. Esse aumento de ciclistas, provocou um crescimento do número de acidentes envolvendo bicicletas.

De acordo com o relatório do Hospital de Emergência do Agreste, de Arapiraca, de 1° de janeiro até 18 de maio de 2021 (01/01 até 18/05/21), o HEA atendeu 384 vítimas de acidentes com bicicletas. Desse total, foram 288 vítimas de quedas e 39 vítimas de colisões entre bicicletas e motos, entre outras ocorrências.

Em 2020, no mesmo período em referência, foram 366 atendimentos, sendo 305 vítimas de quedas de bicicletas e 36 vítimas de colisões entre bicicletas e motos, entre outras ocorrências.

Para o ciclista Hugo Nunes, que tem experiência no ciclismo há 30 anos, uma das principais causas desse aumento de acidentes é a falta de experiência dos cliclistas iniciantes.

“Devido a pandemia e por o ciclismo ser um esporte agradável e as academias fechadas, as pessoas procuraram a bicicleta. E muitas não tem a experiência para conduzir uma bicicleta, elas foram logo para as pistas e fazer trilhas, e deveriam antes ir para os parques, como o Bosque das Arapiracas, para treinar”, explica Hugo.

Outro fator apontando pelo ciclista é que “as mulheres param na pista querendo tirar foto, e isso é muito perigoso. Já que não temos ciclovias, o ciclista deve andar no acostamento, e não na pista, e também deve manter uma distância de 1,5 m de outras bicicletas, não pode andar junto que aumenta o risco de queda”.

Para evitar acidentes, Hugo Nunes recomenda que o ciclista “use capacete; luvas; sinalizadores; procure uma bicicleta para a sua altura; não escute música durante a pedalada, já que isso atrapalha de ouvir um veículo; e também o ciclista não deve andar próximo as outras ciclistas. Andar com um ciclista experiente para lhe orientar também é recomendado”.

Veja a entrevista:

Reprodução: NN Play

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS