quarta-feira, 10 agosto, 2022
HomeArapiracaVídeo: Sindicato dos Mototaxistas de Arapiraca reivindica a liberação de vagas para...

Vídeo: Sindicato dos Mototaxistas de Arapiraca reivindica a liberação de vagas para o cadastramento de novos profissionais

José Francisco, secretário do Sindicato, diz que existem 108 novas vagas para serem liberadas pela SMTT e reclama da omissão por parte dos dirigentes da superintendência

Na manhã desta terça-feira (26/01), o repórter Cláudio Barbosa, do Comando 91, transmitido pela Rádio 91.5 FM, conversou com José Francisco, secretário do Sindicato dos Mototaxistas de Arapiraca, para falar sobre denúncias de mototaxistas clandestinos.

De acordo com José Francisco, muitos mototaxistas estão trabalhando de forma irregular porque a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) não está liberando vagas para o cadastramento de novos profissionais da categoria. “Mas também existem muitos criminosos que atuam como mototaxistas para assaltar, assediar e até estuprar”, afirmou.

Segundo ele, existem 108 novas vagas para serem liberadas pela SMTT. “Nós sempre estamos conversando com a SMTT, levando nossas reivindicações, essa questão dos mototaxistas clandestinos já foi levada também, mas a SMTT tem sido muito omissa neste caso, não libera as vagas e não fiscaliza. Enquanto isso, nós sofremos com a discriminação e a população sobre com a violência”, reclamou José Francisco.

Ele complementa dizendo que espera que a nova gestão da Prefeitura de Arapiraca organize o trânsito e libere as novas vagas para a regularização de novos mototaxistas.

A nossa reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Arapiraca para solicitar um posicionamento em relação à reivindicação dos mototaxistas. A assessoria nos enviou a seguinte nota:

“A nova gestão à frente da SMTT ainda está tomando ciência de todos os assuntos relacionados à pasta, tendo em vista que não houve processo de transição. Esta semana, o órgão deu início ao recadastramento de permissionários de transporte público em Arapiraca, justamente para termos mais informações acerca da real situação do setor na cidade.”

Assista a reportagem na íntegra:

Reprodução: Portal NN1

spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS