21.2 C
Arapiraca
Quinta-feira, 23 Maio, 2024

Zelensky reconhece situação complicada da Ucrânia na guerra e prevê meses difíceis: ‘Precisamos de apoio urgente’

No dia em que a Rússia reivindicou a captura de uma localidade ao sudoeste da cidade de Donetsk, leste da Ucrânia, um novo avanço de seu Exército contra as tropas ucranianas, as forças de Kiev fizeram um alerta, dizendo que as coisas tendem a ser difíceis nos próximos meses no front da guerra. O chefe da Inteligência Militar ucraniana, Kyrylo Budanov, considerou nesta segunda-feira (22) que a situação no front pode piorar em meados de maio e junho. Será um “período difícil” para a Ucrânia, insistiu.

O presidente Volodymyr Zelensky, também alertou que a Rússia busca triunfos marcantes antes de 9 de maio, data na qual é comemorada a vitória soviética sobre a Alemanha nazista. “O exército de ocupação tem a missão, sem levar em consideração as suas próprias baixas, de mostrar algumas vitórias antes de 9 de maio”, escreveu Zelensky em seu canal Telegram.

O americano Instituto para o Estudo da Guerra (ISW), que acompanha diariamente o curso do conflito na Ucrânia, já havia alertado que a Rússia redobrará suas ações em território ucraniano para aproveitar sua superioridade em armas antes que comece a chegar a nova ajuda militar dos EUA. Zelensky reconheceu que a situação é “difícil” para o Exército ucraniano, mas acrescentou que “a chegada da ajuda necessária irá equilibrar a situação”. “É por isso que precisamos de apoio urgente com armas específicas que os nossos aliados possuem”, destacou o chefe de Estado ucraniano.

No sábado (20), após muitos meses de espera, os Estados Unidos aprovaram um pacote de ajuda bilionária para a Ucrânia. Foi aprovada a destinação de US$ 61 bilhões de dólares (cerca de 32